** Cartões-oferta já disponíveis ** // ENVIO GRÁTIS PARA TODO O TERRITÓRIO NACIONAL EM COMPRAS DE VALOR SUPERIOR A 20 EUROS



Love Lives Where Rules Die

Suzanne Vallie

Night Bloom

Regular price €19,00

Tax included.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5


Editado no início de Julho, “Love Lives Where Rules Die” teve alguma vida com boas críticas em algumas publicações que apontavam a ponte que liga Mazzy Star a Karen Dalton pela forma como Suzanne Vallie se apresenta no seu primeiro álbum. Mas, infelizmente, passou algo despercebido. Vítima de distrações da pandemia, reaberturas e outras preocupações. Agora podemos parar e escutá-lo com atenção, tempo e a calma que merece. “Love Lives Where Rules Die” vem da cabeça de uma mulher que vive no Big Sur, na Califórnia, conhecida localmente por se sentar num qualquer palco e começar a improvisar canções e letras. Esse seu lado mítico/místico passa indirectamente para “Love Lives Where Rules Die”, pela fantasia libertária que as canções nos fazem viver. Vallie salva o imaginário folk/rock da Califórnia e põe-no a correr com as suas próprias regras, sem colar as canções a formatos e deixá-las existir com as regras – e tempo – que precisam para se fazerem sentir. É aí que o lado indirecto entra, “Love Lives…” tem a naturalidade e a redenção do improviso, do imediato, de alguém a ser honesto, a desmontar-se, mas sente-se que é pensado – e não processado – como um álbum em que nada é deixado ao acaso. A voz de Vallie é um paraíso, os arranjos são de chorar e há muito de eterno nestas canções. A canção-título pode ficar a tocar horas e horas. Se hoje em dia ainda houvesse segredos, Vallie seria um dos maiores de 2020. Para descobrir e embasbacar.