FLUR 2001 > 2024



R.N.A.O Meets P.O.P.O

R.N.A. Organism

Mesh-Key

Regular price €34,00

Tax included.

OUVIR / LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5


Verdade seja dita: são muitos (quase todos?) os estilos musicais homenageados pelos japoneses e com a singularidade que lhes é própria. Há duas editoras que vêm ao de cima quando pensamos em tudo o que diz respeito a Industrial, Minimal Synth, enfim, música vanguardista, no contexto japonês: a Vanity Records e a Vanilla Records. Foi na primeira, de Osaka - a capital da contracultura japonesa - que surgiu "R.N.A.O Meets P.O.P.O", elusivo disco de RNA Organism que parece prestar homenagem ao elemento de pureza que encontramos, por exemplo, na música de Suicide, de carácter naive sem o ser, de uma inocência e honestidade musicais, da primazia do som pelo som. Trabalho de escultura sónica exemplar, onde a cadência lenta de faixas como "Weimar 22" ou " Howareyou, Whyou" dão o ritmo para que guitarras, efeitos de fita e os loops ritmicos criem este cocktail de sons abrasivos, directos, enigmáticos e estimulantes, de espírito eminentemente punk. Há ainda um namoro com a música jamaicana em "Yes, Africa Must Be Free Eternally", onde a mesma parafernália crua de sons entra numa lógica dub, com direito a uma melódica planante que trilha o caminho para que ruídos industriais corrompam a paisagem sonora. Um dos muitos capítulos da história da música vanguardista japonesa, que aqui se corrobora crua, honesta, com sentido cronológico e de referências musicais interessantes e arrojadas. Sem grandes adornos e sem um trabalho de estúdio altivo, é música simples sem ser básica, rica sem ser ostensiva, misteriosa sem soar pretensiosa. Um marco na história da música que prova que a simplicidade musical é das metas mais difíceis neste processo criativo.