Novas opções no checkout: ENTREGA GRÁTIS NO MUNÍCIPIO DE LISBOA // ENVIO GRÁTIS PARA TODO O TERRITÓRIO NACIONAL



Não Fales Nela Que A Mentes

Nídia

Príncipe

Regular price €20,50

Tax included.

A introdução do disco leva a crer que as invenções musicais de Nídia não cessam de recorrer a uma automutação constante, o reconhecimento de uma noção de progresso e de ambições, de uma visão que progressivamente concretiza a ideia de que ela se encontra bem à frente dos nossos tempos: em "Intro" os tambores de aço repetem-se sobre outras percussões atonais, cujos ecos relembram as repetições percussivas de certas composições de Conrad Schnitzler. Convencidos? Certamente são muitos os mundos cujas distâncias Nídia consegue encurtar em "Não Fales Nela Que a Mentes": "Popo" traz uma ideia de Trap ao mundo da Príncipe onde os pratos em triplets constroem o trilho para que as palmas e as tarolas estalem sob melodias pseudo-orientais, em sopros e cordas no boom catapultante da 808. Contrastando com o 7", mas complementando-o, este é mais sintético por natureza, mais futurista: "RAP Complet" tem linhas elásticas como borracha que Nídia dispara como lasers, tal como as sirenes electrónicas que se ouvem pontualmente e que dão uma noção de futuro, de urgência sob sons incomuns. Em "Tarraxo do Guetto" ouvimos uma espécie de síntese em 16bit que precede as linhas de uma 303 distorcida; "Capacidades" emula um ritmo dos presets de antigos teclados electrónicos da Casio; "Royal" sampla um crescendo das produções de Lex Luger. Os ritmos do disco continuam longe do que a música à margem da Príncipe nos tem vindo a habituar até então, e esta história já se conhece: certeiros, continuam a provar que a inter-disciplina e a fusão não só são saudáveis como imperativas: "RAPS" tem percussão quasi-jack, comunicação incessante entre rimshot e kick, Chicago e África. Sonhador, original, um manifesto auto-afirmativo do imaginário de Nídia, do mundo de cores, emoções, calor e vida no macrocosmos que é "Não Fales Nela Que a Mentes". Palmas.