NOVA MORADA: JÁ ABRIMOS NO MERCADO DE ARROIOS // ENVIOS GRÁTIS PARA PORTUGAL EM COMPRAS DE VALOR SUPERIOR A 20 EUROS



Stepping Into A New Age 1980 - 2012

New Age Steppers

On-U Sound

Regular price €27,50

Tax included.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5


Edição compacta dos quatro álbuns de originais de New Age Steppers e um extra com música rara ou nunca editada durante o período clássico do projecto (1980-83). Década de 80 inaugurada aqui com propósito revolucionário e inclusivo, assumindo o que vinha acontecendo organicamente e que tanto tempo levou aos poderes públicos admitir: a integração da cultura e música jamaicanas como influência já nativa nos sons e costumes de Inglaterra.


New Age Steppers
O álbum inaugurou o catálogo da On-U Sound em 1980 como uma espécie de manifesto pós-punk em que se juntavam os talentos de Ari Up (Slits) e gente de Pop Group, Rip, Rig & Panic, Flying Lizards. Adrian Sherwood controlava o som e aprofundava os mistérios do dub enquanto contribuía para alterar o padrão pop/rock dominante na década anterior. Verdadeiro manual de intenções da editora On-U Sound, que parecia já afirmar um som quase independente dos músicos escolhidos para cada projecto. E, no meio da experimentação, passa reforçado o groove e uma óptima canção em "Fade Away", inaugurando também uma década sonicamente revolucionária.


Action Battlefield
Segundo álbum, 1981, e Ari Up das Slits assume maior protagonismo numa lista de participantes mais restrita. Eskimo Fox na bateria em vez de Style Scott, George Oban no baixo, Tony Phillips na guitarra, e em comum todos eles têm assinatura em African Head Charge, Creation Rebel, Dub Syndicate e outrois projectos da On-U Sound. De novo e sempre, Adrian Sherwood solidifica a matéria na produção, desta vez num disco mais assente em canções, quase uma versão lovers rock da liberdade pós-punk com músicos que passam verdade para o ouvinte.


Foundation Steppers
Editado em 1983 e de novo com alinhamento alargado de músicos, novo portal de criação pop assente em dub. Aqui com Bim Sherman a assumir a autoria da maioria das faixas, para além da equipa coordenada por Adrian Sherwood, sempre interessado no fruto original da Jamaica através dos músicos que chamava. Como tradicional e conhecido mais tarde no trabalho a solo de Bim Sherman, o resultado aqui é mais melancólico, simbolizado por "Dreamers", onde já se escuta em pleno a sua voz doce doce.


Love Forever
Em 2012 o nome New Age Steppers é de novo usado, praticamente 30 anos após "Foundation Steppers", e de novo a pretexto de um agregado de talento em torno de Ari Up, desta vez pela razão infeliz da sua morte em 2010. Gravações deixadas são complementadas com outra voz, Denise Sherwood (filha de Adrian), e nomes habituais na linhagem Dub Syndicate / African Head Charge e também Pop Group. Certa atenuação do padrão dub clássico em favor da sua evolução no século XXI: ritmos mais quebrados e um outro estilo de linhas de baixo. "Wounded Animal" fixa, por outro lado, um incomum beat 4/4 e assim traz Adamski para a equipa.


Avant Gardening
Colecção de cortes de estúdio que não ficaram nos álbuns, reconectando ouvintes, em 2021, com o espírito aventureiro original de New Age Steppers, logo expresso na capa inspirada na do primeiro álbum. Mais espaço, menos canções, mais SOM e iconoclastia, mesmo em relação ao dub jamaicano, traduzindo a aliança com músicos como Steve Beresford (Flying Lizards, etc.), ele tradicionalmente ligado a toda uma outra família de música improvisada. Inspirador.