ENVIO GRÁTIS PARA TODO O TERRITÓRIO NACIONAL EM COMPRAS DE VALOR SUPERIOR A 20 EUROS



Ficciones Del Trópico

Molero

Holuzam

Regular price €20,00

Tax included.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5


Em 44 minutos e com as mãos num Yamaha CS-60 Synthesizer, Molero impõe a sua imaginação em cima da imaginação dos outros. Foi a forma que o músico venezuelano, nascido em Maracaibo, teve para enfrentar as visões ocidentais criadas sobre a região de onde é oriundo. Foi também um escape do próprio para entrar dentro da ficção. E para criar a sua ficção. Tudo aconteceu quando encontrou um livro do século XIX, "Vom tropischen Tieflande bis zum ewigen Schnee", de Anton Goering, e começou a juntar o que ali leu com as visões da Amazónia de outros escritores (Victor Segalen) ou realizadores como Werner Herzog. Viu a ingenuidade exótica e uma curiosidade galopante nas descrições e emoções pela floresta. Foi o acto de tentar perceber o que os outros tentaram perceber – ou que não perceberam - que o levou a “Ficciones Del Trópico”. Actualmente a residir em Barcelona, Alexander Molero montou um estúdio em sua casa e passou alguns anos e pensar em como poderia recriar essas percepções em sons, músicos. Depois de anos de investigação e trabalho, em 2017 e 2018 dedicou-se por inteiro a compor as oito peças de “Ficciones Del Trópico”. A fazer com que a imaginação dele vencesse a imaginação do “outro”, tornando-se ele próprio um outro, um desconhecido. Os títulos das canções fazem referência a pássaros, animais, paisagens, são estímulos para um descoberta continuada desta ficção. Ou realidade. Floresta real ou imaginada? Uma ficção. Jornada de 44 minutos com estética apurada e obediente a uma fórmula, para oferecer ao ouvinte a viagem contínua e única. É ficção dos trópicos, de sintetizadores cósmicos que imaginam os trópicos onde outros, como Popol Vuh, Tangerine Dream, Mike Cooper ou Jürgen Müller, viram galáxias e o mar. Uma abstração do real e da ficção, música de trajecto sem retorno, para quem se quer perder ou ficar perdido. O fim do exótico como o conhecemos. Uma galáxia na floresta. É assim “Ficciones Del Trópico”, o álbum de estreia de Molero. Um escultor de sons sintetizados.