Join The Future: Bleep Techno & the Birth of British Bass Music

Matt Anniss

Velocity Press

Regular price €15,50

Tax included.

Paperback, 324 pp, 13.8 x 21.6 cm


É frequente as mudanças de década estarem associadas a mudanças de paradigma, mas também parece existir uma concentração especial de energia no final de cada década que possivelmente expressa a vontade da geração corrente exibir uma identidade ou antecipar, de alguma forma, o futuro e torná-lo seu. “Join The Future”, precisamente (título igual ao do maxi de 1991 dos Tuff Little Unit). Matt Anniss contribui regularmente para a DJ Mag e Resident Advisor, e a ideia para o livro começou a formar-se quando, em 2010, se viu na circunstância de explicar a alguns jovens DJs ingleses onde estavam as origens da cena Bass que saiu do dubstep para se chamar UK Funky ou UK Bass ainda na primeira década dos 2000. Tudo começou em cidades como Sheffield ou Leeds, no Norte, e resulta, simplificando, de uma evolução da cultura jamaicana de sound systems (o peso do Baixo) e seu cruzamento com os novos sons que chegavam de Detroit e Chicago. O livro procura apontar nova luz ao nascimento do Bleep, uma cena relativamente fugaz (1989-1991) mas suficiente para catapultar uma faixa estranha como “LFO” dos LFO até ao 12º lugar no top inglês de singles em 1990 e contaminar, assim, não só produtores nascentes mas também nomes estabelecidos. Soava como o futuro, no fechar de uma década em que os videojogos e os seus sons característicos entraram em muitas cabeças. Kraftwerk, Yellow Magic Orchestra, Depeche Mode, techno de Detroit, house de Chicago, as compilações electro “Street Sounds”, os bailes jamaicanos, estas várias referências e experiências convergiram para um novo som de dança robótico e futurista.