** Cartões-oferta já disponíveis ** // ENVIO GRÁTIS PARA TODO O TERRITÓRIO NACIONAL EM COMPRAS DE VALOR SUPERIOR A 20 EUROS



Musick To Play In The Dark

Coil

DAIS

Regular price €43,50

Tax included.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5 - CLIP6


A busca constante dos Coil no mar do subconsciente, a investigação do profano, do Contrário, das bizarrias mágicas e ritualistas na tradição subterrânea britânica, tudo sempre gerou música desafiante e com potencial transformador, sim, e também de actuação como veículo para o ouvinte explorar mais além. "Red Birds Will Fly Out Of The East And Destroy Paris In A Night" revela Thighpaulsandra enquanto parte do núcleo Coil, nessa época (1999), viagens Prog via teclados expressivos e épicos. Drew McDowall, também parte de Coil neste álbum, adianta que a mudança de Peter Christopherson e John Balance (núcleo clássico de Coil) para fora de Londres reavivou a criatividade de ambos, deu-lhes novo foco mas, por outro lado, a escuridão também se intensificou com o isolamento na costa ocidental de Inglaterra e com os crescentes impulsos auto-destrutivos de Balance. A veia nocturna é aparente em "Musick To Play In The Dark", o tom sombrio e poético da voz de Balance vagueia pela música que frequentemente sugere "eventos", parece de facto ilustrar fenómenos paranormais, aparições. Uma faixa como "Strange Birds" conjuga numa atmosfera de pesadelo a arte sónica quase palpável que o grupo explorava nesta altura; "The Dreamer Is Still Asleep" traz memórias de "Horse Rotorvator", enquanto a voz de Balance se assemelha à de David Tibet. Ecos de jazz de salão definem a progressão da música, sempre equilibrada entre algo muito tradicional e reconhecível (o piano em "Red Queen", por exemplo) e algo alienígena moldado pela electrónica (o groove de fundo também em "Red Queen"). Este primeiro de dois volumes de "Musick To Play in the Dark" aprofunda o mistério de Coil, ainda que eles tenham decidido finalmente tocar ao vivo (ano 2000) e expôr-se como nunca antes.