FLUR 2001 > 2023



The Lights Are On But No-One´s Home

A Bad Diana

Optimo Music Archiv

Regular price €24,50

Tax included.

OUVIR / LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5


A capa activa memórias folk de vermos cenários semelhantes em capas de Vashti Bunyan ("Just Another Diamond Day" e "Some Things Just Stick In Your Mind") e, se existiu intenção, então ela será mais no sentido de reconhecer uma herança do que reproduzi-la. Especulamos, claro. O álbum segue incomparavelmente mais a tradição do que se pode chamar "weird britannia", uma amálgama de música contrária, ainda assim estruturada, folheando um catálogo esotérico e, através de uma certa alquimia, produzindo magia num disco estranho e belíssimo. Em tempos colaboradora e par de Steven Stapleton (Nurse With Wound), Diana Rogerson foi também Chrystal Belle Scrodd e Termite Queen, entre outras designações de colectivos dos quais fez parte. Música planante, ritualista, puxando drones das profundezas até à luz e proximidade de um êxtase celestial. Ao mesmo tempo terreno e divino, "The Lights Are On..." contempla, observa, regista, e na referência a Dostoievski ("Notes From The Underground To a Crazy Girl") assume a sua postura - diríamos - irrepreensivelmente subterrânea, perdida para o  mundo normal mas activa na auscultação de almas disponíveis, enquanto a sua exorciza o que necessita de largar. Assim parece. Bonita, intensa e poética viagem que do "industrial" apenas retém a reputação.