FLUR 2001 > 2021



Fear Of A Black Planet

Public Enemy

Def Jam / Universal

Preço de saldo €19,50 Preço normal €24,95

Taxas incluídas.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5


Há discos de hip-hop que se configuram como completas e vívidas homenagens ao legado da música negra, através do uso de sampling, imortalizando temas para que nunca se esqueçam os primeiros criadores, os originais, porque sem eles a história seria diferente. Public Enemy respeitam esta filosofia como ninguém: música-guerrilha, total, onde os beats são a pólvora para os raps e os raps são as bombas que destroem ignorância e preconceitos, que lutam pelos direitos que lhes pertencem, lado-a-lado com o legado que é deles. Na introdução "Contract on the World Love Jam" ouve-se "If you don't know your past you don't know your future / there is something changing in the climate of consciousness on this planet today" - resumo certeiro do que era o modus operandi no universo de Public Enemy, do reconhecimento dos antepassados e do poder da guerra verbal do hip-hop. Chuck D e Flavor Flav apelam à união e à resistência da comunidade afro-americana, voltar os oprimidos contra os seus opressores, contra as massas amorfas, a polícia, o estado, o sistema. A música é explosiva com a sampledelia dos Bomb Squad, os beatmakers, numa impressionante fusão de vários universos musicais, recrutando-os para a linha da frente: solos de thrash metal entre as batidas; o riso maléfico de Vincent Price no "Thriller" de Michael Jackson em "911 is a Joke"; ouvem-se variados breakbeats dos bateristas de funk dos 70s; apanham-se ainda excertos dos Temptations, Donald Byrd, Beatles, Aretha Franklin, Isaac Hayes, o ubíquo James Brown; "Reggie Jax" faz soar um dub espesso que recarrega as armas verbais de Chuck D. Uma constelação de poderes contra o sistema instituído, uma soundscape bélica, arrebatadora - Public Enemy como o cerco às barreiras ideológicas.