FLUR 2001 > 2021



Liminal Movements

@c

Holuzam

Preço normal €12,00

Taxas incluídas.
Limited to 150.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5


Ao longo dos últimos 20 anos, os @c, compostos por Miguel Carvalhais e Pedro Tudela, têm solidificado ideias proeminentes, singulares e coesas de desenho de som através de música feita a partir de um computador. Há as ideias que prevalecem na existência de uma carreira - a importância do som com o design e o audiovisual - e aquelas que amadurecem com o tempo, que permitem que a linguagem que trabalham possibilite o acesso de outros à sua música. E que a transforme. É o caso de "Liminal Movements". Cinco momentos/movimentos registados e recompostos para álbum a partir do espectáculo "Lâminas", apresentado ao vivo em 2017 no Teatro Maria Matos (Lisboa) e gnration (Braga), que Carvalhais e Tudela compuseram entre 2016 e 2017. Convidaram músicos que entram nos espaços em branco nas suas frases e consolidam os caminhos que constroem: Angélica Salvi (harpa), João Pais Filipe (bateria e percussão) e Ricardo Jacinto (violoncelo e computador). "Liminal Movements" descreve-se facilmente como música em expansão. O ouvinte é colocado num labirinto e ao longo de uma hora vai descobrindo a saída através das referências sonoras que alicerçam os momentos/movimentos, que viajam de um lado para o outro, e rapidamente se transformam em pontos de referência que mostram o caminho. A solução não é fácil, pede atenção, entrega as coordenadas e as explosões de Angélica Salvi, João Pais Filipe e Ricardo Jacinto. E se o caminho se torna claro durante a viagem, também fica (emocionalmente) evidente o modo como a música e o som se expande à procura de novos horizontes. Os sons cortantes de outros momentos da sua carreira estão lá, bem como os momentos em loop, que se disseminam nas camadas de som que vão adicionando a cada repetição, mas estão mais livres do que no passado e sujeitos - ou vulneráveis - às interpretações dos outros músicos. Essa liberdade - e à-vontade por deixar crescer, transformar - permitem uma assimilação natural da harpa, da percussão e do violoncelo. Natural e simbiótico, por vezes quase imperceptível. Como se quer, para a viagem não ser interrompida. Para ela ser imperceptível.