WEBSTORE in progress // 2500+ titles in stock // Click here to PREORDER new BON IVER "I, I" (out August 30)



Mambos Levis D'Outro Mundo

V/A

Príncipe

Regular price €10,95

Tax included.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5

Assim de repente. A Príncipe faz um CD com 23 faixas nunca editadas, um feliz encontro entre nomes já estabelecidos e outros emergentes ou mais ocultos. Uma das coisas que torna este disco tão especial é praticamente contar a história desta cena: a inclusão de DJ Nervoso, reconhecido como o originador do som que se produz hoje por incontáveis produtores de quarto, DJ Marfox, que pegou no testemunho de forma incrivelmente consequente, a geração Piquenos DJs Di Gueto e todos os outros nomes ainda mais recentes, tudo isto faz uma narrativa resumida mas bem certa dos sons que agora já não se pode negar pertencerem a Lisboa. Momentos sentimentais como "Moments" de Cirofox, "Não Queiras Ser" de Puto Márcio ou "Penso Em Ti" de Adifox parecem contrastar com Danifox & Ary ou Puto Adriano, por exemplo, pequenos testemunhos de uma exploração que continua sem nome definido. Quase obrigatoriamente, quando se conta esta história, teria de aparecer "La Party" (Lilocox), na sua qualidade de hino nos sets de CDM e popularidade disparada por destaque na Mixmag. O estatuto icónico desta faixa é fácil de absorver com a mera audição. O título do CD aplica-se na perfeição, ainda que "Levis" sugira algo menos fogoso, mas reparem como a grafia da palavra recontextualiza a realidade. A música, essa então redesenha-a. Conhecendo bem o percurso da Príncipe, são também perfeitas as palavras de Amílcar Cabral que compõem o press release do disco, em entrevista a Cameron Duodo da Radio-Ghana, em 1973:


"As to strategy, we learned in the struggle; some people think that we adopted a foreign method, or something like this. Our principle is that each people have to create its own struggle. Naturally, we have something to learn from the experience that can be adapted to the real situation of the country. But we bettered our struggle in the culture of our people, in the realities of our country, historical, economical, cultural, etc, and we developed the struggle, supported by our people which is the first and main condition: the support of the people."