WEBSTORE in progress // 2700+ titles in stock



Black Origami

Jlin

Planet Mu

Regular price €12,50

Tax included.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5


Tal como em muitos outros discos, título e capa parecem conter toda ou quase toda a interpretação da música. “Black Origami”, e o facto de ser um elefante, remete para África, e é com esse legado que Jlin trabalha, num disco que, de acordo com a própria editora, assenta fortemente em percussão. Noutras latitudes, Jlin retira inspiração do Extremo Oriente (Japão e Índia). Na verdade, a percussão tem mais espaço e quase se basta a si mesma, extraindo progressivamente a música de um universo bass e footwork mais reconhecível. “Nyakinyua Rise” quase poderia ser uma gravação de Mustapha Tettey Addy ou outro mestre percussionista africano, desviado para Oriente. “Holy Child” tem William Basinski (que lhe enviou um loop de vozes femininas do Báltico); “1%” tem Holly Herndon. No todo, o álbum regula-se perfeitamente sem necessidade de exuberância, mantendo sim um tom austero, que o primeiro álbum já tinha, mas, enquanto esse era nitidamente apocalíptico, “Black Origami” soa mais concentrado numa busca de identidade. Não é um processo feliz, mas é claramente afirmativo.