WEBSTORE in progress // 2700+ titles in stock. From their minds to ours. "From our minds to yours."



Sometimes I Wish We Were An Eagle

Bill Callahan

Drag City

Regular price €20,50

Tax included.

LISTEN:
CLIP1 - CLIP2 - CLIP3 - CLIP4 - CLIP5

Smog e Bill Callahan são uma e a mesma coisa: coube ao tempo desvendá-lo. Em poucas linhas, como se quer, poderíamos tentar descrever Smog como o patinho feio, feito de plástico made in china, cheio de arestas e sem cumprir as normas comunitárias, que esboçou canções de primeira água como se fosse a coisa mais fácil de sempre. O pato deixou cair a penugem por alturas de "Supper" e de "A River Ain't Too Much To Love" e deu origem ao cisne Callahan, com o qual obviamente partilha o mesmo código genético mas que nos deixa na dúvida se não será outro, que cresceu, tornou-se maduro e procurou a sofisticação e que por vezes faz pontaria e acerta na perfeição: ok, pode parecer exagero, mas como classificar então "Jim Caine" (tema de abertura deste disco) e, logo a seguir, "Eid Ma Clack Shaw", onde curiosamente Callahan afirma ter sonhado a canção perfeita? Perfeitas ou não, as canções voltam a ser sobre pessoas, relações, amor (o universal), religião, fé e natureza. Temáticas comuns a Nick Cave, Leonard Cohen e outros tantos mas que ganham identidade, vida e tridimensionalidade na voz de Callahan e na dimensão orquestral do disco, toque de veludo que a maior parte das vezes prima pela subtileza e por dar a cada tema a respiração necessária. Contas feitas, passaram vinte anos e treze discos desde que Bill Callahan iniciou a sua jornada pela música deixando para trás uma promissora carreira como jardineiro. Todos nós, conscientes ou não, teríamos ficado irremediavelmente mais pobres se assim não fosse. "Sometimes I Wish We Were An Eagle" é, para já, o grande disco de canções de 2009.