Terça-feira, 11 Setembro, 2018

CURRENT 93 The Stars On Their Horsies CD

€ 12,50 CD The Spheres

OUVIR / LISTEN:
CLIP1

Qualquer coisa aqui do “Requiem” de Ligeti (sempre a lembrança de “2001: Odisseia No Espaço”). Muita coisa, aliás. Experimentem sobrepôr partes das duas composições. David Tibet inspira-se em dois pesadelos concretos que assolaram as suas noites e o ambiente bem opressivo das vozes e cordas, cortado por um gongo (?), é conveientemente assustador. Tibet em roupagem manipuladora de emoções, concretizando este álbum (2016) ao qual agora regressamos com temor mas a certeza de que assenta imperialmente no conjunto da vasta obra de Current 93.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 29 Janeiro, 2016

CURRENT 93 The Moons At Your Door CD / LP

€ 13,95 CD The Spheres

€ 19,95 LP The Spheres

[audio:http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES19-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES19-2.mp3]

A definição de assustador ou alienante é pouco clara, no universo de David Tibet e Current 93. A tarefa fica mais fácil quando sabemos que este disco se apoia num projecto de livro com histórias sobrenaturais escritas por Tibet. A voz arrastada é quase só uma ténue sugestão da voz verdadeira do autor, carregada com efeitos que ajudam a criar uma imagem realmente sobrenatural. “There Is A Graveyard That Dwells In Man” e “The Moons At Your Door” são duas longas composições que recordam uma abordagem mais antiga e tradicional dos Current 93 na década de 80, quando eram ainda muito colocados na cena industrial, antes de David Tibet assumir mais permanentemente um formato folk nas suas canções. No entanto, nada há, na verdade, de retro, neste álbum. Gravações de campo, ambientes escuros, semelhanças sonoras com técnicas de música concreta, narrativas ambientais onde se desenrolam os acontecimentos que Tibet deseja plantar na nossa cabeça e, por fim, aquela voz sem corpo tão deslocada da realidade. Esses são os elementos constituintes de uma experiência desconfortável e que mais ninguém saberia proporcionar da mesma forma. Marca de autor, até na imagem da capa.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 1 Outubro, 2015

CURRENT 93 Swastikas For Noddy / Crooked Crosses For The Nodding God 2CD / 2LP

€ 16,50 2CD (2015 reissue) The Spheres

€ 25,50 2LP (2015 reissue) The Spheres

[audio:http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-5.mp3]

Reedição fenomenal, esta que aterra nas nossas mãos. Há, claro, uma enorme família de devotos dos Current 93 que terão há muito qualquer uma das reedições de ambos os álbuns; mas para os restantes simpatizantes, que passaram ao lado das oportunidades, este duplo álbum parece repor a verdade com duas obras essenciais e de charneira de uma discografia extensa mas de irregular disponibilidade no mercado discográfico. O primeiro disco apresenta “Swastikas For Noddy”, clássico de 1988, onde canções sublimes como “Oh Coal Black Smith”, “The Final Church” (com John Balance e Rose McDowall), “Angel” (arrebatadora, na voz de Douglas P. dos Death In June) ou “Since Yesterday” – perfeitas na sua simplicidade – florescem por entre um labirinto folk e místico, expondo pela primeira vez, de um modo assumido, a arte na escrita de canções. Um trabalho, como era normal, colectivo, onde uma espécie de família parece dar a mão e criar a intimidade necessária para estas coisas acontecerem – para além dos supra-citados, há ainda a presença de HÖH, Steve Stapleton, Ian Read, Boyd Rice, entre outros conspiradores habituais. O segundo disco prolonga “Swastikas For Noddy”: um ano depois, Stapleton refaz a obra anterior, regravando-a e restruturando-a, criando um espelho que reflecte outras cores, outras formas e linguagens. Algumas das canções sobrevivem, mas parecem agora atingidas por véus sombrios que distorcem e electrificam alguma da realidade que conhecíamos. É interessante ver estas duas obras assim, tão juntas e ligadas, amplificadas por – finalmente! – um som que parece não poder ser melhorado. Outros grandes álbuns virão, nascidos do que “Swastikas” ofereceu, mas este preciso momento do pecado original é tão arrebatador como os outros picos da discografia dos Current 93.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 10 Janeiro, 2013

MYRNINEREST Jhonn, Uttered Babylon CD / LP

€ 16,50 € 12,50 CD The Spheres

€ 18,50 € 14,95 LP The Spheres

[audio:http://www.flur.pt/mp3/THESPHERESTWO-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERESTWO-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERESTWO-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERESTWO-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERESTWO-5.mp3]

A ligação entre James Blackshaw e David Tibet há muito que está consumada – o guitarrista inglês tem tido, aliás, muitos padrinhos que se enfeitiçam pela sua música e técnica tanto quando nós. E este é o seu projecto oficial com Tibet, o senhor Current 93. E apesar do peso da figura de Tibet, assumimos mais o projecto Myrninerest como sendo de Blackshaw por toda a música aqui ser por si composta, deixando apenas a voz para o seu parceiro. Composta em 2011, em Hastings, terra de James Blackshaw, “Jhonn, Uttered Babylon” é uma homenagem a John Balance, dos Coil, falecido em 2004. Este desaparecimento já causou muitas referências, mas talvez não tenhamos até hoje sentido a importância no seu círculo de amigos com esta reverberação e simplicidade, criando um mundo fantasioso sustentado por um lirismo instrumental avassalador.
Mil exemplares apenas para este extra de “Jhonn, Uttered Babylon”, o álbum de estreia de Myrninerest. “Journey To Avebury” foi elaborado para celebrar o concerto do projecto no Meltdown de 2012, da autoria de Antony. É uma variação de “Crow Hotel/To Be Trapeze”, do álbum, trabalhada por Michael Cashmore e Andrew Liles. O nome do tema nasce do filme de Derek Jarman, o favorito de John Balance.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 12 Outubro, 2012

MYRNINEREST Journey To Avebury MLP

€ 10,95 MLP The Spheres   ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/THESPHERESFIVE-1.mp3]

“Journey To Avebury” foi elaborado para celebrar o concerto do projecto no Meltdown de 2012, da autoria de Antony. É uma variação de “Crow Hotel/To Be Trapeze”, do álbum, trabalhada por Michael Cashmore e Andrew Liles. O nome do tema nasce do filme de Derek Jarman, o favorito de John Balance.


Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , / / Comentar: aqui »