Sexta-feira, 12 Abril, 2019

MARTIN REV Gutter Rock / Lost In The Orbits 7″

€ 12,50 7″ (RSD 2019) Factory Benelux

Edição improvável na Porridge Bullet de duas faixas de Martin Rev tiradas do álbum “To Live” (2003). “Gutter Rock” é pop nocturna com batida sintética dos 80s e a voz mesmo na frente da mistura. Canção sentimental, desencantada, melódica, um sonho hipster de revisitação do passado mas nas mãos de um original. “Lost In The Orbits” consegue soar como Soul II Soul em tempo de house (quebrado), com a voz de Rev a manter a calma por cima de uma profusão de scratch e efeitos “de dança” completamente anacrónicos. Estranho, groovy, genial.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 12 Abril, 2019

CRISPY AMBULANCE The Plateau Phase 2LP

€ 25,50 2LP (RSD 2019) Factory Benelux

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Som alinhado com o que vinha acontecendo em Manchester (cidade também de Crispy Ambulance) desde o final da década de 70, sobretudo após Joy Division. Se até os A Certain Ratio, no início, soavam mais pós-punk depressivo do que funk, Crispy Ambulance mantém a linhagem no som firme no baixo, cujas linhas, em “The Wind Season”, têm a mesma liberdade (não o mesmo som) de Peter Hook. Disco de época, terminando cada lado do vinil original com paisagens certamente inspiradas em Brian Eno: “Death From Above” e “Simon’s Ghost” parecem extraídas de “Low” (Bowie) ou dos momentos ambientais nos álbuns pop de Eno. No segundo LP está incluído o single “Live On A Hot August Night (Comprising The Presence and Concord Square)” e algumas sessões gravadas para John Peel. 500 exemplares em vinil transparente, inclui código para download.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Abril, 2019

WEYES BLOOD Titanic Rising CD / LP

€ 14,95 CD Sub Pop

€ 21,95 LP Sub Pop

Temos acompanhado a carreira de Weyes Blood praticamente desde o início. Melhor, desde que nos tem sido permitido acompanhar, uma vez que os seus primeiros discos eram difíceis de obter. Mas estávamos lá quando surgiu com “The Outside Room” numa muito viva – na altura – Not Not Fun. Ver o seu percurso até “Titanic Rising” foi um prazer. Porque foi sempre mudando, arriscando, tentando perceber como o seu crescer, enquanto artista e pessoa, se poderia adaptar à sua música. Como fazer isso acontecer quando mundo está a mudar tão depressa? E, pior, quando o mundo é assim e estamos a fazer o caminho entre os 20 e os 30? A música de Weyes Blood, em retrospectiva, conta uma belíssima história sobre isso. É assim que se chega a “Titanic Rising”, sem se saber bem o que se está à espera. Não sabemos até que ponto Natalie Mering é fã dos Carpenters, mas digamos que fez isso funcionar em 2019. Acreditem, isso é um grande elogio. A tragédia insolúvel dos Carpenters está – obviamente – ausente, mas Natalie trabalha isso a partir da ideia de que vivemos num mundo que se está a afundar, que precisa de soluções. Soluções que podem não ser para os problemas de hoje, mas para os de sempre, que se vivem agora: parecendo que não, isso é bem diferente. É do amor, das relações e das expectativas de hoje que “Titanic Rising” fala. Natalie musicou essas coisas basilares com o encadeamento de uma pop sinfónica, com uma mentalidade de estúdio costa oeste dos 1960/1970, sem querer viver nesse tempo. O seu quarto álbum é música de um presente reencontrado, Natalie diz-nos o que há para lá da nostalgia. É frágil de bonito e bonito de frágil. É tão bom ainda se fazerem discos assim. Apetece dizer obrigado. Mas mais vale agradecer ouvindo a música que Weyes Blood criou para nós. 2019 a tocar no céu.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Março, 2019

HIFIKLUB E Lisboa CD

€ 9,95 CD Shhpuma

OUVIR / LISTEN:
Sigilo, Continuar Sem Fim


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Março, 2019

CHUPAME EL DEDO No Te Metas Con Satan LP

€ 16,50 LP Souk

Metade Meridian Brothers (Eblis Alvarez), metade Romperayo (Pedro Ojeda), os Chupame El Dedo são uma composição interessante de banda quase-cartoon que criou a visão possível de uma espécie de metal tropical. O acontecimento vai além da descrição no papel da coisa e os colombianos consagram-se numa excelente mistura entre acid, folk e beats tropicais. São a relação multicolorida entre os Devo e os Residents se estes se tivessem casado numa igreja de satã: o que seria mais provável, porque nenhuma outra os aceitaria. A Souk – uma editora irmã da Discrepant – explora as margens dos chamados global beats, promovendo a ideia de que a música de dança se pode encontrar nos transes menos expectáveis. Este “No Te Metas Con Satan” é uma epifania. Festeja os ritmos celebratórios que a editora quer promover enquanto cria uma espécie de aventura surreal num qualquer desenho animado musical. A maior dificuldade de “No Te Metas Con Satan” passa por considerá-lo como um simples disco: é mais do que isso. É uma aventura gráfica misturada com uma droga multicolorida e uma qualquer febre de novela sul-americana. Uma constante festa, uma perversão estética com o melhor gosto e primor das perversões estéticas no mundo da pop. Tem uma das melhores canções do século, “Alexandra Candelaria”, um maravilhoso pecado auditivo que arruma na gaveta todos os devaneios do passado. É o que dá quando se brinca com satanás.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 8 Março, 2019

PERE UBU Final Solution / Cloud 149 7″

€ 10,50 7″ (2018 reissue) Fire Records

O início dos Pere Ubu, julgando pelos primeiros singles em 1975-76, projecta um quê de apocalíptico em títulos como “30 Seconds Over Tokyo”, “Final Solution”, “My Dark Ages (I Don’t get Around)”. No mundo dos 1970s, quando ainda se caminhava para o futuro, uma cidade industrial como Clevelando, no Ohio, não devia escassear em visões mais cinzentas. A mistura simultânea de punk e pós-punk que Pere Ubu praticavam, a caminhada para a new wave da qual, na realidade, nunca fariam realmente parte, desviava o rock da polaridade entre prog e punk, utilizando o niilismo na medida certa, enquanto os arranjos em “Final Solution” até conseguem ser pretensiosos como algum prog mais ambicioso. Com 4:57, a canção distingue-se também por ser mais longa do que os tempos e a revolução sónica da época indicavam. “Cloud 149″ começa em modo “Doctor Who” para rockar com alinhamento clássico de bateria e guitarra a assumirem o estrelato. Reprodução do single, com a mesma capa das primeiras 600 cópias da edição original.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 8 Março, 2019

HOWE GELB Gathered CD / LP

€ 11,95 CD Fire Records

€ 17,50 LP Fire Records

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP3CLIP3


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Março, 2019

STEVEN STAPLETON / DAVID TIBET The Threat Of Memory 5CD BOX

€ 29,95 5CD BOX United Dirter

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Em vez de tentarmos descrever a música aqui contida, uma palavra: essencial. Mesmo para quem conhece no escuro as discografias de Current 93 e Nurse With Wound, “The Threat Of Memory” revela tantas pérolas que o brilho ofusca. Música regida pelo seu próprio Cosmos, definida como experimental e com uma área de acção tão vasta que, sem nos perdermos, abandonamo-nos à sorte. Quatro CDs correspondem aos álbuns “The Sadness Of Things”, “Musical Pumpkin Cottage”, “Musicalischer Kürbs=Hütte” e “Octopus”, todos editados na década de 90 como resultado da colaboração criativa entre David Tibet, Steven Stapleton e músicos seleccionados. O quinto CD disponibiliza inéditos e versões alternativas (não ignorem a incrível “Bubblehead/Dreambreath”), prolongando um percurso épico paralelo às carreiras habituais dos dois músicos, já de si enormemente preenchidas. Material singular, menos dadaísta que as produções de NWW, mais avant do que a música de C93 durante a mesma década. Estamos no chão, em êxtase.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Março, 2019

BLACK BOMBAIM w/ Jonathan Saldanha, Luís Fernandes & Pedro Augusto 2LP

€ 19,95 2LP Lovers & Lollypops

A ideia da zona de conforto continua a parecer algo inventado para substituir expressões como “arrisca, não sejas um totó”. Em finais de 2017 os Black Bombaim decidiram sair dela. É precisamente aqui que a coisa fica delicada, porque os Black Bombaim nunca tiveram uma, a sua música é uma constante batalha com as fronteiras do rock e a cópula do rock com outros géneros. Mais do que sair constantemente da tal zona de conforto, revela sim uma não conformidade e um estatuto de absoluta-constante revolução. É assim que chegamos a este disco em conjunto com Pedro Augusto, Jonathan Saldanha e Luís Fernandes. Os Black Bombaim convidaram três músicos/produtores para participarem nas suas músicas para saírem, então, da tal zona. Mas se ela não existe, não se pode sair dela. O que acontece? Acontece que a música dos Black Bombaim expande, testa os limites da sua criação e impõe-se a coabitar noutros espaços. Mais importante, sente-se com uma imaturidade relevante, a crescer para o sítio certo e a estimular o pico criativo potenciado pela colaboração com músicos. É rock multidimensional, techno à procura do quarto mundo, ambient em disfunção com as suas próprias regras. Andámos anos a chamar pós-rock às coisas erradas.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 6 Março, 2019

MICHAEL ROTHER Solo 5CD BOX

€ 34,95 5CD BOX Gronland

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP3CLIP3


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2019

CZN The Golden Path LP

€ 16,50 LP Lovers & Lollypops

Um disco a solo soltou uma espécie de fera criativa em João Pais Filipe. Não, não nos estamos a esquecer do seu trabalho com os HHY & The Macumbas e todo um passado, mas por conveniência cronológica ou pelo facto da distância física entre Lisboa e Porto – pouca mas suficiente para nunca o termos visto ao vivo, a solo, até dado momento – nunca tínhamos separado a sua percussão do resto. Um álbum homónimo, no ano passado, serviu para ficarmos banzados com a sua criatividade, destreza e ambição proto-techno analógica. “The Golden Path” é o primeiro projecto dos CZN, que junta João Pais Filipe e Valentina Magaletti, ambos percussionistas, ambos compositores, e podemos dizer que ambos escultores de sons que arrasam com o movimento da terra e que fulminam no encontro esse movimento e a sua ressonância. Na capa uma mão levanta uma colher e enquanto se ouve o disco, olha-se para a colher e pensa-se em todo o seu poder percussivo, em como o beat, o ritmo, o drone acontece com as mais pequenas coisas. A música de “The Golden Path” não acontece por causa de uma colher, mas a forma como evolui e expande é tão natural e vívida que se pensa em como isto tudo é tão orgânico, e só está à espera de acontecer. Essa fluência é um encontrar da razão na música de João Pais Filipe – que aqui não está a solo, mas agora não o conseguimos deixar de ouvir, a ele e as suas ideias – e uma forma de dizer que a sua música está viva.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 18 Fevereiro, 2019

FILHO DA MÃE & RICARDO MARTINS Tormenta LP

€ 13,50 LP Revolve


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2019

METHYL ETHEL Triage CD / LP

€ 12,50 CD 4AD

€ 23,50 LP 4AD


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2019

BEIRUT Gallipoli CD / LP

€ 12,50 CD 4AD

€ 27,95 LP 4AD

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2019

JESSICA PRATT Quiet Signs CD / LP

€ 14,95 CD City Slang

€ 20,50 LP City Slang

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Por vezes fica-se tanto tempo a pensar na importância de Los Angeles na história da música, o seu passado, que o cansaço de um imaginário bate forte e perde-se a noção daquilo que está à nossa frente. Jessica Pratt é norte-americana, de Los Angeles, “Quiet Signs” o terceiro disco, quatro anos depois daquele que a pôs em alta rodagem, “On Your Own Love Again”. A sua voz reconforta com a ideia de que ainda é possível sonhar acordado. Aliás, “Quiet Signs” bate nessa tecla, do quão importante pode ser o sonhar acordado, de marchar em direcção ao sol. Sol californiano, com outras cores, sem a memória do que guardamos da Califórnia, com o presente impresso e pronto a ser consumido, vivido e ouvido por uma voz que tanto leva o dia e traz a noite, como dá a melhor das luzes à noite. Se há duas décadas começou-se a procurar no passado da folk para justificar movimentos do presente, e isso levou a uma busca insaciável, coroando reis e rainhas, príncipes e princesas, elevando o desconhecido ao conhecido ou – o mal da coisa – tratando tudo por igual; hoje encontra-se os resultados dessa procura, da descoberta, na música de Jessica Pratt. Só que ao contrário da folk que surgiu no início do século, em “Quiet Signs” Pratt dá outra folk, uma que não se enquadra em movimentos, que desdenha o passado e sente-se confortável no presente. Um novo-novo-mundo numa voz de brilho no escuro, calma como a noite, maravilhosa como os sonhos. Entranha-se até ser o maior dos vícios, “Quiet Signs” convence que é o maior dos discos. Que assim seja.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 31 Janeiro, 2019

CASPAR BRÖTZMANN MASSAKER The Tribe LP

€ 19,95 LP (2019 reissue) Southern Lord

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 31 Janeiro, 2019

CASPAR BRÖTZMANN MASSAKER Black Axis

€ 24,95 2LP (2019 reissue) Southern Lord

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 24 Janeiro, 2019

RATTLE SEQUENCE CD / LP

€ 11,95 CD Upset The Rhythm

€ 16,50 LP Upset The Rhythm

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4

O álbum despista inicialmente com os dois primeiros temas a chamarem-se “DJ” e “Disco”. No entanto, rapidamente se entende a ligação entre a repetição e o toque de cotovelo a chamar a atenção para a pista de dança. “Sequence”, o segundo álbum de Katharine Eira Brown e Theresa Wrigley, ambas em bateria, celebra o transe da repetição, a elevação do espírito através do ritmo e tudo acontece, especialmente quando as vozes entram, como se o tempo trouxesse até agora a cristalização do melhor das Slits e Maximum Joy ou Pulsallama. Felicidade comunicada através da repetição, sim, mas também sentida na liberdade do espaço entre as batidas e na qualidade abstracta das vozes. O esqueleto do rock em acção neste registo que vai buscar a sua força motriz original: o ritmo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 24 Janeiro, 2019

GUTTERSNIPE My Mother The Vent LP

€ 16,50 LP Upset The Rhythm

Visível em muitas listas do ano passado, “My Mother The Vent” é um reencontro de nostalgia entre os Naked Lunch, Wolf Eyes e os Black Dice. No fundo, uma assimilação natural da história, o confronto épico das coisas a repetirem-se, o noise de revirar as tripas a encontrar uma nova razão para existir. Esse encontro consagra-se pela segunda vez no século XXI com o álbum de estreia de Guttersnipe. “My Mother The Vent” ausenta-se da comunicação, a expressão é gutural, feita de mecânicas repetitivas e anacrónicas dos instrumentos, de palavras imperceptíveis que se querem esgotar como sons: não vale a pena procurar palavras, elas não existem. E se existem, nós não as conhecemos e, de certeza, que Guttersnipe também não. É rock a reencontrar-se com o nojo, a prestar vassalagem ao nojo e a dizer que há um pouco de vida após os Throbbing Gristle: isto é, assumir o novo industrial com veia mais rock, desligada da máquina, do aborrecimento, entregue ao acontecimento do real e da aleatoriedade sonora. Guttersnipe é isso, força, força de vontade, de expressão, violência que procura a luz. Há algo de velho, de desajustado com 2018 (quando o disco foi lançado) que torna Guttersnipe incrivelmente pertinente. A música que esperamos não é a música que esperamos, é aquela que nos acorda para a vida. E que nos deita ao chão. Que o rock seja sempre assim, que não esteja borrado de medo e que nos faça borrar as calças.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 17 Janeiro, 2019

DEERHUNTER Why Hasn’t Everything Already Disappeared? CD / LP

€ 12,50 CD 4AD

€ 26,95 LP 4AD

Bradford Cox é um demónio que continua a fazer música de anjo. Em década e meia virou a pop-rock, acompanhou diversas ondas da pop, desde a euforia causada com os sucedâneos de Ariel Pink, o regresso do shoegaze, o fantasma do emo-goth e sabe-se lá que mais. Cox viveu a infância e a adolescência de muitos na sua música. Mas é natural que amadureça. O pesadíssimo título “Why Hasn’t Everything Already Disappeared?” nada esconde sobre o seu pesaroso conteúdo. Talvez Cox ainda esteja com um pé no seu gótico, ou talvez numa longa noite que terminará quando ele quiser: afinal, gosta de estar em controlo. Num momento em que os álbuns se fazem de canções para playlists, de tiros nos alvos certos, é um deleite saber que em quem acreditamos continua sem nos mentir. Cox sempre gostou desta coisa dos álbuns, dos grandes conceitos, das grandes canções (mesmo que falhe redondamente, como nos dois últimos álbuns). Ele voltou. Ainda bem que ainda temos tudo. Ou que pelo menos Bradford Cox não desapareceu.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »