Quinta-feira, 22 Maio, 2014

V/A / REBOLLEDO Momento Drive CD

€ 15,50 € 13,50 CD Kompakt

[audio:http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTCD117-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTCD117-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTCD117-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTCD117-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTCD117-5.mp3]

Talvez o bad boy oficial da Cómeme, aqui ao serviço da Kompakt. No que poderia ser mais um exercício estéril de mix CD automático com o “som Kompakt”, Rebolledo imprime uma marca diferente, unindo os extremos com entrada e saída suaves para, no meio, jogar no seu terreno de confluência techno, rock, electro e fantasia gótica. De Wolfgang Voigt a Vox Lox, unidos por Pachanga Boys, alguns edits e remisturas do próprio Rebo (é ele que se chama assim), a viagem pode ser imaginada no Porsche 911 (na capa) que Rebo parece estar a utilizar para uma fuga: capacete no capot do carro, botas de vaqueiro no chão, ele já montado numa moto de cross, com ténis calçados e um chapéu de cowboy. Troca de veículo para despistar a polícia? Mas é o Porsche que agarra, lembrando o verde-caça de Saga Noren na série “The Bridge”. Retro? Não, “Momento”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

01. Wally Gonzalez – Wally’s Blues (Rebo Intro Edit) 02. Barnt – Is This What They Were Born For? 03. Slove – Flash (Pachanga Boys Hippie Dance) 04. Wolfgang Voigt – Du Musst Nichts Sagen (Fanfaren Mix) 05. Rebolledo – Windsurf, Sunburn And Dollar 06. Christian S. – Jagos / Sebastien Bouchet – Tempestuous 07. Gebr. Teichmann – Dance And More 08. C.A.R. – Angelina (Manfredas Instrumental) 09. Red Axes – Caminho De Dreyfus (Rebolledo Remix) 10. The Lovesupreme – Pork Chop Express 11. VoxLow – See The Light (Ivan Smagghe Remix) 12. Pachanga Boys – Poem For The Youth 13. Justus Kohncke – Homogen 14. The Twins – You Gotta Twin In The Attic (You Lunatic) 15. Wally Gonzalez – Wally ?s Blues (Rebo Outro Edit)

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 14 Dezembro, 2012

PACHANGA BOYS We Are Really Sorry CD+DVD / 2LP+CD+DVD

€ 18,50 € 15,50 CD+DVD Hippie Dance   ENCOMENDAR

€ 17,95 2LP+CD+DVD Hippie Dance   ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HIPPIE04LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HIPPIE04LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HIPPIE04LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HIPPIE04LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HIPPIE04LP-5.mp3]

Superpitcher e Rebolledo, tomados à letra e levando em conta os discos mais representativos de cada um, parecem não se poder entender muito bem. No entanto, a voz que fala neles, perto do início do álbum, diz “they can stop fights with a smile”. Em “Pachanga Voice” é claramente Rebolledo em acção, aquele tipo de cena musculada e latina da Cómeme; “Clapdance” são apenas palmas e uma voz que diz “Dance”; os interlúdios são narrações de Dessagne Twins, e então começamos a fazer a nossa interpretação do título do álbum. “We Are Really Sorry” parece querer desculpar-se porque a música que nos apresenta é… estranha e ás vezes nem é bem música. “Speedo and Boots” dá logo uma imagem de hipster pateta, num mantra que repete o título por cima de um mínimo de percussão e uma ameaça de electro que não chega – felizmente – a acontecer. Há algumas gravações de rua também a acontecer por aqui e, em “Vampiros Hermanos”, aquela inevitabilidade (recorrente na Cómeme) de um toque claro de dance-punk. O nome “Pachanga” foi aparentemente cunhado em Cuba para designar um tipo de música festiva e com letras apimentadas. Mas este álbum tem classe, não deixem que vos digam o contrário. Inclui um DVD com uma hora de “filme” inspirado no álbum, feito a partir do álbum, feito para ilustrar o álbum, etc.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 25 Novembro, 2011

REBOLLEDO Super Vato CD

€ 14,95 € 12,50 CD Cómeme

[audio:http://www.flur.pt/mp3/880319522024-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/880319522024-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/880319522024-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/880319522024-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/880319522024-5.mp3]

Quase qualquer disco na editora Cómeme (Matias Aguayo) é uma peça estranha no circuito de música de dança. Assumindo claramente a vertente latina mas não da forma mais óbvia, os discos da Cómeme subvertem as formas populares de house e techno (e às vezes outras coisas) para conseguir algo que nem é um híbrido (como muitos discos da Cadenza, por exemplo) mas sim uma coisa, se não nova, pelo menos claramente desviada do centro. Se podemos traduzir o título do álbum para “Super Gajo” percebemos um pouco do alcance sem vergonha de Rebolledo (México) para dominar uma festa. Especialmente sem vergonha em “Steady Gear Rebo Maschine”, talvez a sua assinatura mas claramente rabiscada por cima de “Burnin” dos Daft Punk. Ainda assim, “Super Vato” constrói uma fantasia alternativa a partir de um padrão electro que obviamente nunca desapareceu desde os tempos áureos de Felix da Housecat, Miss Kittin e outros ícones do género. A atenção que tem de se ter é, desde logo, que isto não é a mesma coisa! Desligar as luzes, aumentar o volume, tirar as camisolas (mulheres também) e esperar que o melhor aconteça : )

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »