Terça-feira, 4 Dezembro, 2018

CAMILA FUCHS Heart Pressed Between Stones CD / LP

€ 12,50 CD ATP / SVS

€ 16,95 LP ATP / SVS

Projecto conjunto entre Camila de Laborde e Daniel Hermann-Collini (SVS Records), “Heart Pressed Between Stones” é o segundo álbum de Camila Fuchs, um desafio entre a pop e a experimentação, na senda de Björk, com a confiança de quebrar o lado mais arcaico entre o que se considera “pop” vs. “experimentação. Em qualquer um dos seis temas de “Heart Presses Between Stones” há um desejo de deixar os temas respirar, de deixar que tudo cresça com o à-vontade da viagem que se quer proporcionar. A voz de Camila é a estrada mas também os sinais, um guia para uma aventura que recusa a catalogação de experimentação. É música destinada a ser ouvida sem preconceito, que convida a entrar num belíssimo compromisso entre o futuro, o novo, e o presente. Destemida e intemporal, Camila é claramente dona de um palco maior.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 4 Dezembro, 2018

SADE Never As Good As The First Time / Keep Hanging On 7″

€ 5,00 7″ Epic (A7061 7)

Exemplares originais da prensagem holandesa de 1986 / Original 1986 Dutch pressing. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Never As Good As The First Time
Keep Hanging On

Versão mais curta, para single, em relação à que conhecemos do álbum “Promise” (1985). No video, Sade cavalga em passo veloz através da planície, dando espaço à letra nostálgica sobre os bons tempos. Juniores e seniores são sequenciados no video para passar a mensagem “Never as good as the first time.” O habitual lado B instrumental em singles de Sade mostra a versão ao vivo de “Keep Hanging On”, gravação pristina, baixo e bateria bem marcados. Reaparece mais tarde no maxi de “Paradise”, em 1988, mas é aqui que esta faixa de puro groove urbano sofisticado tem a sua première.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 4 Dezembro, 2018

MJ LALLO Take Me With You 2LP

€ 30,50 2LP Séance Centre

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Colecção de música gravada entre 1982 e 1997, em casa, por MJ Lallo. Explorações ambientais no limite da atmosfera, olho na Terra e outro no Espaço. Belíssimos mantras electrónicos com destaque frequente para a voz errante da própria autora, percorrendo a mesma linha que atribuímos a momentos de Laurie Anderson ou Joan La Barbara, mas vai embora em trânsito intergaláctico com a maior das facilidades. Noutras ocasiões, a pop baleárica de Antena, prefigurando até o que, mais recentemente, é feito por Peaking Lights e assim. Bem expresso em “Alien Angels”, uma das canções mais estranhas, logo pelo tratamento da voz e pela ousadia de pretender um groove onde a maioria talvez não oiça mais do que dissonância. A voz tende a fundir-se com sintetizador, em jeito de Todd Rundgren (“Born To Synthesize”). Descobrimos, enfim, o passado e o presente de MJ Lallo, especializada em voice over / narração, com estúdio fixo desde 1983, onde ainda ensina a sua arte e prepara futuros profissionais. Bem dentro do ramo mas muito fora da percepção comum.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 29 Novembro, 2018

TIM BERNARDES Recomeçar CD / LP

ESGOTADO  CD Noize Record Club / Risco

ESGOTADO LP Noize Record Club / Risco

“Recomeçar” foi a forma que Tim Bernardes escolheu de começar a sua carreira a solo. Não colocou os O Terno de lado – ainda continuam activos – mas descobriu uma paz diferente através das canções em nome próprio. “Recomeçar” é também uma espécie de “redescoberta” para Tim Bernardes aprender a fazer canções, um modo de fechar-se no casulo das suas ideias e expandir uma série de emoções, coisas casuais de romance. “Recomeçar”, recomeçar após um fim. Editado no ano passado e reeditado em vinil no início deste ano, o álbum de estreia de Tim Bernardes tem crescido em nós – e por todo o lado – ao longo dos últimos meses. Bernardes tem-se tornado um mini-fenómeno em Portugal e os discos dele não são fáceis de se encontrar. Recebemos alguns exemplares em vinil e CD directamente vindos do próprio, a preços acessíveis e fora da especulação de outros sítios. As quantidades são muito-muito limitadas e sabe-se lá quando arranjaremos mais – ou se arranjaremos. É agora ou nunca.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 29 Novembro, 2018

JIBÓIA OOOO LP

€ 14,95 LP Discrepant

Quando Óscar Silva apresentou Jibóia no início desta década tornou bem claro que a sua música iria beber a diferentes trópicos deste mundo, procurando uma conexão entre climas e ritmos que não obedeceriam estritamente a regras de tempo e espaço. Procurar influências na sua música é um exercício imperfeito, porque ela se abre de forma cósmica, sem barreiras, à procura de novos sons ao invés de reflectir sons que se têm presentes. A partilha é um elemento crucial na criação da música de Jibóia. Nos seus três lançamento anteriores procurou colaboradores que ajudassem a criar a dinâmica que queria no seu som. No passado trabalhou com Makoto Yagyu (If Lucy Fell, Riding Pânico e Paus), Sequin, Xinobi, Jonathan Saldanha e Ricardo Martins. Para OOOO contou novamente com Ricardo Martins (Lobster, Pop Dell’Arte, BRUXAS/COBRAS, entre outros) e do seu habitual colaborador André Pinto (aka Mestre André, Notwan e O Morto). A viagem de OOOO é mais partilhada do que nas anteriores. Os três músicos partiram à experiência para criar música através de um conceito, pegando em Musica Universalis, de Pythagoras, que relaciona o movimento dos planetas e a frequência (onda) que eles produzem, com uma harmonia interespacial que essas frequências somadas produzem. Como os músicos descrevem, “é uma relação matemática, algo religiosa até, já que essa musica é inaudível. Uma espécie de conceito poético que designa, ao fim e ao cabo, o som do universo em movimento.” Bem redondinho, é música de cosmos, e não é exagero pensar em Sun Ra como inspiração, dado o diálogo rico, fluente e aberto que acontece entre os músicos ao longo dos quatro temas de OOOO. Os primeiros três temas são referências às 3 principais relações entre as frequências propostas no conceito de Musica Universalis e em cada um deles há um ênfase nos instrumentos de cada um dos músicos: nos de Óscar Silva em Diapason, nos de Ricardo Martins em Diapente e nos de André Pinto em Diatesseron. Esta forma de criar revela uma expansão sonora no som de Jibóia. A sua música flui de um modo livre, mas rigoroso, e circular, trabalhando em constância uma ideia de movimento. É inevitável associar o movimento a viagem, uma que tanto se estende ao cosmos como reforça as convicções de Jibóia/Óscar Silva em trabalhar nas não-convenções do rock e do jazz. O último tema, Topos, reserva para si uma espécie de resultado desta experiência entre os três músicos. Mais do que uma conclusão, Topos é aquilo que existe para lá da partida: uma viagem sem ponto de chegada em percurso elíptico. Não poderia ser de outra forma, música tão aberta, clara e livre é impossível de encaixar na lógica de uma narrativa normal. No fim abre-se um novo início, um ciclo fresco que começa com a certeza de que o caminho será sempre gratificante.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 29 Novembro, 2018

AGAINST ALL LOGIC (NICOLAS JAAR) 2012-2017 2LP Other People

€ a confirmar 2LP Other People

EM BREVE / SOON


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 28 Novembro, 2018

DEENA ABDELWAHED Khonnar CD

€ 12,50 CD Infiné

Imagem e som num só fôlego de mensagem, em linha com preocupações sociais muito presentes no mundo de hoje. O facto de ser um dos nomes convidados por Fever Ray para co-produzir faixas no seu álbum “Plunge” coloca a tunisina Deena Abdelwahed bem no centro de algumas convulsões contemporâneas na pop e nos circuitos em torno dela. “Khonnar” está longe de ser pop e Deena elabora este manifesto sobre uma base híbrida de electrónica em continuidade com a cena Bass e tons que naturalmente transporta da Tunísia, acertando-se com uma nova seriedade que atravessa a “música de dança”, empenhada em reflectir o estado pouco agradável do mundo e sociedade actuais. “A Scream In The Conciousness” atinge um pico de alienação em relação a coordenadas familiares, antes de deixar a batida marcar um compasso que já conseguimos seguir. Pouca alegria, mas esta nunca foi condição essencial para que a música tenha impacto ou consequência. Forte apelo à reflexão, bem mais que ao gozo, em “Khonnar”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 28 Novembro, 2018

THE BETA BAND The Three E.P.´s – 20th Anniversary Remastered Edition CD

€ 12,50 CD (2018 reissue) Because

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Tiveram uma duração curta, oito anos entre 1996 e 2004, mas os Beta Band foram fundadores de uma série de tendências que surgiram na mudança de milénio. Particularmente mais relevantes na segunda metade da década de 1990, com este “The Three E.P.s” (1998) e o álbum homónimo (1999), os escoceses foram o sonho molhado de qualquer banda na era do “já foi tudo inventado”. Soavam realmente a inovadores, únicos, não por terem descoberto uma espécie de pólvora, mas porque trabalhavam confluências entre as dinâmicas da pop, a música experimental e uma espécie de música bucólica de dança. A edição deste “The Three E.P.s”, agora celebrada com uma edição de vigésimo aniversário, foi a porta de lançamento para muitas tendências – por exemplo, a indietrónica – e uma espécie de bomba pop. O futuro dos Beta Band ainda é mais fascinante hoje do que há vinte anos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 27 Novembro, 2018

EMIKA Falling In Love With Sadness CD / LP

€ 10,95 CD Emika

€ 17,95 LP (Edição limitada) Emika

Sem uma razão plausível que não o eterno círculo em que as tendências se movem, há movimentações electroclash um pouco por aqui e por aí. “Falling In Love With Sadness” sugere uma melancolia que não está presente no álbum, não de uma forma passiva, pelo menos. Editado em apoio explícito ao serviço Music Minds Matter, linha de apoio dedicada à saúde mental no seio da indústria musical. O assunto tem subido de tom, com casos de depressão e pânico a serem comentados mais abertamente. Emika contribui com visibilidade a casos pessoais (anónimos) através do seu site, e o modo como o álbum transmite o tom não se relaciona com qualquer baixar de braços. Pop electrónica deste século, ultra polida e sintética, uma imaginação de New Order no período “Blue Monday” sintetizados por software do futuro (Agora) – oiçam a faixa-título para uma ideia. Apesar de o rosto de Emika figurar em todas as capas dos seus álbuns, ouvimos aqui pop quase sem rosto, não querendo dizer genérica mas de alguma forma diluída num sonho tecnológico satisfeito com a sua própria evolução. Cidadã do mundo e do presente. LP em vinil transparente, inclui poster e as letras das canções.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 22 Novembro, 2018

POP DELL’ARTE Querelle + The Glimmers RMX 12″

€ 12,50 12″ Bloop Recordings (BLOOP12003)

Exemplares da reedição portuguesa de 2007 / 2007 Portuguese reissue. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3

“Ainda Tenho Um Sonho ou Dois – A História dos Pop Dell’Arte” é um novo documentário produzido pela Antena 3. Estreou em Lisboa, no cinema Monumental, no dia 20 de Novembro, e coincide com um momento feliz, para nós: restock da reedição de 2007 de “Querelle”. Exemplares de armazém, praticamente novos. “Querelle” é apontado pelo baixista Zé Pedro Moura como a síntese de muito do que eram os Pop Dell’Arte, o universo de inspiração em que se baseava a banda: Jean Genet e Rainer Werner Fassbinder, neste caso particular. O original de 1987 é aqui reproduzido e recontextualizado numa época (2007) em que ainda se viviam algumas ondas de choque das mexidas punk funk de 5 anos antes. Independentemente disso, o funk de “Querelle” salta épocas e ainda hoje, utilizando um termo dos próprios Pop Dell’Arte, é um “sonho pop”. Glimmers refreiam o freestyle para uma remistura New Beat mais lenta e narcótica, preservando a estrutura bem reconhecível. Ganha outro corpo na pista de dança, modificado, esticado, mais pesado e sério. Se gostam do som do tambor, se ele vos faz mexer, este disco é todo para vocês.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 20 Novembro, 2018

ESG Come Away With ESG CD

€ 11,95 CD (2018 reissue) Fire Records

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Pode já não ser notícia para alguns privilegiados com cópias originais, mas para os restantes de nós a visão de uma edição original da 99 Records é emocionante. Na sequência do recente «Optimo/Cavern» de Liquid Liquid, prossegue o mistério sobre quem é responsável pelas reedições da 100% perfeita editora de Nova Iorque que, na primeira metade dos 80′s, construiu riqueza musical suficiente para valer muito ainda hoje. Enquanto aguardamos a outra das reedições de ESG e depois de termos listado «Dance To The Beat Of Moody», o prazer é todo para «Come Away», o primeiro álbum da mais incrível banda pós-tudo a ser fabricada pela família Scroggins em Nova Iorque. A transformação do Disco não foi pacífica mas, quando se voltou a olhar, o Disco continuava em espírito mas com diferente envólucro. A época de experiências que cruzou Manhattan de uma ponta à outra tem um símbolo poderoso na noite de encerramento do Paradise Garage em 1987, quando precisamente actuaram as ESG. A reedição, tal como as anteriores, respeita na íntegra o original e a visão da capa original provoca uma satisfação que só alguns nerds sabem verdadeiramente compreender. A música, felizmente, é acessível a todos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 20 Novembro, 2018

HEATHER LEIGH Throne CD / LP

€ 13,50 CD Editions Mego

€ 19,95 LP Editions Mego

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Voz, pedal steel guitar, sintetizador, caixa de ritmos. John Hannon contribui violino e David Keenan baixo. Heather Leigh aparece-nos sempre indirectamente, nas imagens do álbum, reflectida na água ou num espelho, mas a sensação que se tem ao escutar a música é que ela está directamente exposta a nós. Através de um certo classicismo épico e fantasmagórico, Heather ondula a sua voz de forma poética e sensual, misturando-se com os instrumentos (óptimo exemplo em “Scorpio & Androzani”) para passar canções de amor intensas, por vezes próximas do registo encantatório de Kate Bush. “Throne” coloca a cantora e compositora norte-americana, actualmente em Glasgow, no topo da sua vasta discografia nos anos 2000, informada e a informar a sua experiência na influente loja e mailorder Volcanic Tongue (com David Keenan). Os 16 minutos de “Gold Teeth” servem como âncora para o resto do álbum se entrelaçar em torno da sua marcha etérea cortada a meio por riffs do desassossego vindos do nada.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 20 Novembro, 2018

EIKO ISHIBASHI The Dream My Bones Dream LP Drag City

€ a confirmar LP Drag City

EM BREVE / SOON


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 9 Novembro, 2018

JOHN FOXX Metamatic (Expanded) 3CD BOX

€ 19,50 3CD BOX Metamatic

OUVIR ÁLBUM ORIGINAL / LISTEN TO ORIGINAL ALBUM:
Metamatic

- 6 art cards
- 40 page booklet features previously unseen photos by Chris Gabrin, plus rare rare drawings and illustrations by John Foxx
- 2014 remaster of Metamatic album from analogue tapes – Every B-side, out-take and unreleased track has been taken from the best possible source and (re)mastered over the last 4 years.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

CD 1
1. Plaza
2. He’s a Liquid
3. Underpass
4. Metal Beat
5. No-One Driving
6. A New Kind Of Man
7. Blurred Girl
8. 030
9. Tidal Wave
10. Touch And Go

CD 2
1. Film One
2. This City
3. To Be With You
4. Cinemascope
5. Burning Car
6. Glimmer
7. Mr No
8. Young Love
9. 20th Century
10. My Face
11. Underpass (Radio Edit)
12. No-One Driving (Single Version)
13. Like A Miracle (Alternative Version)
14. A New Kind Of Man (Alternative Version)
15. He’s A Liquid (Alternative Version)
16. Plaza (Extended Version)
17. Underpass (Extended Version)
18. Blurred Girl (Longer Fade Version)

CD 3
1. A Frozen Moment
2. He’s A Liquid (Instrumental Dub)
3. Mr No (Alternative Version)
4. The Uranium Committee
5. A Man Alone
6. Over Tokyo
7. Terminal Zone
8. Urban Code
9. A Version Of You
10. Glimmer (Alternative Version)
11. Fragmentary City
12. Metamorphosis
13. Approaching The Monument
14. Critical Mass
15. Alamogordo Logic
16. Touch And Go (Early Version)
17. Miss Machinery
18. No-One Driving (Early Version)
19. Burning Car (Earl Version)
20. Like A Miracle (Early Version)
21. No-One Driving (Alternative Version)

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 9 Novembro, 2018

BRUCE HAACK Preservation Tapes LP Telephone Explosion

€ 22,50 LP Telephone Explosion

Complicado fazer justiça à beleza muito particular das canções de Bruce Haack. Entre música para crianças, experiências com peyote junto de nativos americanos, interacção com a comunidade artística nova-iorquina no epicentro representado pela Juilliard School, invenção de instrumentos electrónicos e uma criatividade nunca cessante, o músico canadiano deixou um legado de música muito parcialmente representado nesta edição que reúne material inédito, de arquivo, cuidadosamente restaurado a partir de bobine. É suposto “Party Machine” ser a sua última gravação, em 1982 (faleceu em 1988), uma colaboração (jnesperada?) com Russell Simmons da Def Jam, mas é apenas uma das faces apresentadas aqui. Uma face mais humana surge na chamada “Track 7″, canção de abandono em que a voz quase não soa tratada. As preocupações devocionais em outros trabalhos seus encontram expressão mais evidente em “Jesus Loves Me” e “God Be With You”, em que o canto sintético, paradoxalmente, injecta emoção na mensagem. 10 canções sempre estranhas, sempre emocionantes. Haack é Haack.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 9 Novembro, 2018

CARLA DAL FORNO Top Of The Pops CASSETE

€ 9,95 CASSETE Ed. Autor

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Carla dal Forno vem frequentemente marketizada como parte de uma espécie de vaga industrial que veio do frio, mas quem ouve os seus discos vai sabendo que não é bem isso, e a cassete “Top Of The Pops”, gravada para venda na tour americana deste ano, coloca-a bem dentro do universo pop, ainda que espectral. Versões de B-52′s, Lana Del Rey, Renée, Kiwi Animal e outros non standards pop escondidos por décadas, são apresentadas num uniforme tom melancólico, com a voz a assumir o eco que parece chegar da distância desses anos e o acompanhamento musical mantido no mínimo, pausado, íntimo, entre o que poderia soar a Durutti Column e um “No Romance” (a última canção) com um quê de “A Forest” (Cure) mais lento. Inevitavelmente bonito.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 9 Novembro, 2018

KRISTIN HERSH Possible Dust Clouds CD / LP

€ 11,50 CD Fire Records

€ 20,50 LP Fire Records

O primeiro álbum de Throwing Muses, em 1986, fez parte integrante da mudança que ocupava a editora 4AD nesses tempos, recebendo talento americano e fugindo para o rock de forma mais aberta do que até então. Quase uma década mais tarde, Kristin Hersh seguia a solo, ainda com a 4AD. Numa carreira sólida e regular, chega ao décimo álbum em plena forma inconformista, entregue a processos naturais que, segundo a própria, incluem a separação clara entre a sua pessoa e a sua outra pessoa que escreve canções. Confessa ainda que frequentemente não se recorda sobre o que escreveu em canções passadas (consequência, em grande medida, de uma condição médica de que sofre). Talvez essa espécie de amnésia seja precisamente o que mantém visceral o rock que sai das suas mãos, barulhento, primordial, a voz arranhada como que desassociada da pessoa, uma mera personagem encarregue de expôr as suas observações, preocupações e desejos. Kristin Hersh sai do estúdio para a realidade e deixa-nos mais uma obra de que se vai lembrar pouco. É, portanto, nosso papel garantir a perpetuação do registo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 8 Novembro, 2018

THOMPSON TWINS Lies + Beach Culture 7″

€ 3,50 7″ Arista / Ariola (104832-100)

Exemplares originais da edição alemã de 1982 / Original 1982 German release. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Beach Culture

“Lies” nomeia o que hoje anda óbvio pelo mundo: “Lies lies lies yeah”. Canção synth pop decente, com citações melódicas ao Oriente (Japão e Saigão aparecem na letra), mas estamos aqui para relembrar o lado B, “Beach Culture” (outro fenómeno contemporâneo?), clássico talvez celebrado como tal depois de começarem a aparecer playlists de Daniele Baldelli. A versão longa (“Long Beach Culture”) continua menos acessível, mas pelo preço de um single o DJ que procura outro loop consegue 3 minutos de batida sintética dos 80s com baixo bem marcado. 1982 calhou numa época em que a pop sofria grandes transformações, testadas frequentemente em lados B de singles mais populares com capas adornadas por cores fortes, cabelos assimétricos e roupa que só parecia existir nas revistas. Thompson Twins foram grandes num circuito ligeiramente ao lado, não suficientemente teen para o mega sucesso nem suficientemente sérios para uma posterioridade sustentada. “Beach Culture” é sincopada como electro-funk e tem muito poucas palavras, perfeita para a cultura de dança que se formava então em clubes com critério. E podem reparar como o motivo melódico principal quase se repete em “Frozen in Time” (1983), outro lado B.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 7 Novembro, 2018

THE FUN BOY THREE with BANANARAMA It Aint What You Do…. 7″

€ 3,00 7″ Chrysalis (104052-100)

Exemplares originais da edição alemã de 1982 / Original 1982 German release. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Funrama Theme

Absolutamente no ponto, esta colaboração de dois trios bem rodados na pop dos anos 1980. Todos os FB3 saíam dos Specials / Special AKA e Terry Hall continuaria depois com os Colourfield. As Bananarama eram as Bananarama, ainda no começo, 4 anos antes de “Venus”. O groove africano de FB3 faz a base perfeita para os coros, numa repetição extremamente feliz da mensagem base: o que conta é o modo como se fazem as coisas, ou antes, as circunstâncias em que se fazem as coisas. As intervenções vocais graves de Terry Hall, Neville Staple e Lynval Golding complementam a mensagem. Canção nunca ultrapassada. A fusão é explorada em groove sequenciado no lado B – “Funrama Theme”. Um exercício de ecos e efeitos, ritmo artificial e real, uma marcha tribal genial em três minutos pop para celebrar a caminhada em conjunto (FB3 + Bananarama) que nunca chega a acontecer no video do lado A. Três homens, três mulheres. Lindo, sempre.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 7 Novembro, 2018

THE DURUTTI COLUMN M24J (Anthology) 2CD / 2LP+7″

€ 13,95 2CD Factory Benelux

€ 24,50 2LP + 7″ Factory Benelux

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Se nos seguem há tempo suficiente talvez não seja necessário ler mais. Esta antologia de Durutti Column abarca faixas dos álbuns “The Return of the Durutti Column”, “LC”, “Another Setting”, “Short Stories for Pauline”, “Without Mercy”, “Circuses and Bread”, “The Guitar and Other Machines”, “Vini Reilly”, “Obey the Time”, “Treatise on the Steppenwolf” e “A Paean to Wilson”. Adicionalmente, as primeiras gravações ao vivo registadas profissionalmente, em 1980, e faixas gravadas já este século (incluídas no single, na versão em vinil). Arco narrativo longo para um dos projectos pop mais inegavelmente sui generis e pessoais (na medida em que tudo se concentrava na pessoa de Vini Reilly). Paixão e desalento em medida semelhante são as sensações fortes que a sua música transmite, numa oscilação certamente íntima com o curso da sua vida.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

CD1
1. Sketch for Summer
2. Conduct
3. Lips That Would Kiss
4. For Belgian Friends
5. Danny
6. Messidor
7. The Beggar (live)
8. Prayer
9. Mercy Theme (Duet)
10. Estoril a Noite
11. College
12. All That Love and Maths Can Do
13. Pauline
14. Arpeggiator
15. Catos con Guantes
16. Otis
17. Love No More
18. My Country

CD2
1. Home
2. Art and Freight
3. My Only Love
4. A Beautiful Thought (Pt 1)
5. The Title On the Cover
6. Bruce
7. The Missing Boy
8. Anthony (Favourite Descending Intervals)
9. A Paean to Wilson I: Or Are You Just a Technician?
10. A Paean to Wilson II: Chant
11. A Paean to Wilson IX: Darkness Here
12. Glimpse
13. Detail for Annik (live 1980)
14. Sketch for Summer (live 1980)
15. Requiem for a Father (live 1980)

LP1
A1. Sketch for Summer
A2. Lips That Would Kiss
A3. For Belgian Friends
A4. Danny
A5. Messidor
B1. Mercy Theme (Duet)
B2. Estoril a Noite
B3. All That Love and Maths Can Do
B4. Catos con Guantes

LP2
C1. Prayer
C2. Otis
C3. Love No More
C4. Home
C5. A Beautiful Thought
D1. Anthony (Favourite Descending Intervals)
D2. A Paean to Wilson I: Or Are You Just a Technician?
D3. A Paean to Wilson II: Chant
D4. A Paean to Wilson IX: Darkness Here
D5. Glimpse

7″
E1. Albatross (live in Nottingham 2004)
F1. Spooky Tune (live in Manchester 2011)

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »