Quarta-feira, 9 Janeiro, 2019

INFINITI (JUAN ATKINS) Skynet 2LP

€ 22,50 2LP (2018 reissue) Tresor

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

O som de Juan Atkins, aqui em 1998, encontrou um nível de elegância que os tempos de Model 500, por definição, não permitiam. “Electric Circus” recorda o modelo, numa época em que o ressurgimento electro estava em plena marcha (a Breakin Records, de Ed DMX, começara um ano antes, por exemplo). A visão futurista de Atkins mantém-se intacta, o mapa de um tempo que ainda não parece ser bem o nosso – “Postcards From The Future” junta tons de electro, techno minimal e uma certa house espiritual para uma reflexão discreta sobre a Humanidade. Não faltam momentos geniais de cruzamento de sensibilidades e pura magia sintética, como em “Body Oil” ou no swing multicultural de “Coffeeshop Connection”, quente, preciso e emotivo. Aquele groove em blips é demasiado precioso. Mesmo quando a produção sai mais rápida e incisiva, Infiniti consegue filtrar todo e qualquer peso desnecessário que outros produtores (até Jeff Mills, ocasionalmente) optam por deixar a bordo. Clássico moderno.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 17 Dezembro, 2018

SILVER JEWS American Water CD / LP

€ 12,95 CD Drag City

€ 17,95 LP (2018 reissue) Drag City

Half-speed master.

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 28 Novembro, 2018

THE BETA BAND The Three E.P.´s – 20th Anniversary Remastered Edition CD

€ 12,50 CD (2018 reissue) Because

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Tiveram uma duração curta, oito anos entre 1996 e 2004, mas os Beta Band foram fundadores de uma série de tendências que surgiram na mudança de milénio. Particularmente mais relevantes na segunda metade da década de 1990, com este “The Three E.P.s” (1998) e o álbum homónimo (1999), os escoceses foram o sonho molhado de qualquer banda na era do “já foi tudo inventado”. Soavam realmente a inovadores, únicos, não por terem descoberto uma espécie de pólvora, mas porque trabalhavam confluências entre as dinâmicas da pop, a música experimental e uma espécie de música bucólica de dança. A edição deste “The Three E.P.s”, agora celebrada com uma edição de vigésimo aniversário, foi a porta de lançamento para muitas tendências – por exemplo, a indietrónica – e uma espécie de bomba pop. O futuro dos Beta Band ainda é mais fascinante hoje do que há vinte anos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 31 Outubro, 2018

MASSIVE ATTACK Mezzanine CD / 2CD / 2LP / 3LP

€ 7,50, CD Virgin

€ 30,95, 2LP (2014 reissue) Virgin

€ 12,50 (preço de pré-encomenda) 2CD (2018 reissue) Virgin

EM BREVE / SOON

€ 117,50 (preço de pré-encomenda) 3LP (2018 reissue) Virgin

EM BREVE / SOON

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 31 Outubro, 2018

SLEEPY’S THEME The Vinyl Room 2LP

€ 24,95 2LP (2018 reissue) Be With

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Exemplo entre muitos de um produtor que sai da sombra para gravar música como artista. A partir de Atlanta, integrando a crew de produção Organized Noize, Sleepy Brown ajudou a definir um certo som dos 90s, trabalhando em hits certificados para nomes que bateram forte: TLC, Ludacris, Outkast e outros. A expressão do sucesso foi tal que o percurso de Organized Noize resultou em documentário para a Netflix em 2016. Sleepy Brown foi afinando assim todas as skills possíveis para chegar a “The Vinyl Room”, em 1998, com total domínio soul, oferecendo no álbum a outra face do hip hop, fora do circuito gangsta. O resultado saiu meloso, elegante, perto da rua mas alienado o suficiente (“Still Smokin”?) para criar aquele espaço confortável de cabeça no ar enquanto mais pessoas bebem, conversam, dançam e se divertem em redor. A banda perfeitamente tight coloca teclas, bateria, guitarra e vozes num alinhamento sónico polido, cristalino, seguro na exibição da herança soul transmitida por gerações anteriores, tal como Organized Noize deixaram marca em mais novos como Big Boi dos Outkast, que os reconhece como irmãos mais velhos. Estilo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 23 Outubro, 2018

STEREOLAB Aluminum Tunes (Switched On Volume 3) 3LP

€ 34,95 3LP (2018 reissue) Duophonic

OUVIR / LISTEN
Aluminum Tunes

Há dois tipos de pessoas: as que compraram os “Switched On” na altura e as que estavam à espera destas reedições. Pode também haver um terceiro grupo: as que desconheciam por completo estas compilações e agora vão ficar a conhecer. Em qualquer um dos grupos só há boas pessoas. O que importa é – como se fosse preciso – confirmar a importância dos Stereolab no panorama musical pop da década de 1990. Pop, porque sim, rock porque não; krautrock poderia ser, mas colocar os Stereolab exclusivamente fora de um dos grandes grupos da música popular é desligado da importância que tiveram para criar uma montanha de ligações entre pop, electrónica, música cósmica, o shoegaze impossível dos My Bloody Valentine, o shoegaze heroinómano dos Spacemen 3, o shoegaze vital dos Jesus & The Mary Chain, a vitalidade de uma banda como os Can surgirem nos anos 1990, talvez sem o corta-e-cola das suas sessões, mas com a virtude da divisão e de criação por cima de cada um dos elementos. Vamos meter as coisas assim: os Stereolab são das bandas mais vitais dos anos 1990. E sim, nós sabemos que existiram para lá dos 1990. E vitais porque na altura souberam passar ao lado da multiplicidade de “pós-qualquer-coisa” que existiu durante os 1990 ou de não cederem ao histerismo da música de dança. Os Stereolab só cederam ao bom gosto. E se os seus álbuns são objectos completos de documentação de uma década, as compilações que os Stereolab foram organizando tiveram a aptidão – mesmo na altura – de mostrar que quando as peças se juntam tudo faz um sentido maior. Os três “Switched On”, editados originalmente em 1992, 1995 e 1998 são compilações de EPs, lados Bs, raridades, que os Stereolab colocavam subtilmente fora dos álbuns. Subtilmente porque quando se ouvia, na altura e agora – AGORA -, percebe-se que isso foi tudo parte de um plano para nos enganar. Como é que qualquer canção daqui pode estar fora de um álbum? Ou, por via dos maus hábitos da indústria que se arrastam para o consumidor, secundarizado para um formato menor? Os “Switched On” também não contam necessariamente uma história de uma fase, as canções de cada uma das compilações fazem parte de um grande grupo, que seriam sempre um álbum em qualquer banda que não os Stereolab. Porque os Stereolab andaram mesmo a brincar connosco. Mas nunca esconderam as suas canções de nós, os “Switched On” estiveram sempre aí. Agora só estão mais disponíveis, em vinil e numa caixa que reúne as três compilações. Isto não é essencial. Isto é história. E quando a história é contada de uma forma tão bonita, com canções tão eloquentemente dóceis, vulneráveis, elaboradas e, caramba, LIVRES como as dos Stereolab, é história com h grande. O mesmo h grande que estaria em essencial se essencial se escrevesse com h.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 27 Março, 2018

SHAWNY TAYLOR Where Do You Go 12″

€ 8,50 12″ (TT102) TT Records

Exemplares originais da edição norte-americana de 1998 / Original 1998 US release. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN
Where Do You Go (Mix 1)


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 31 Janeiro, 2018

COIL present TIME MACHINES CD / 2LP

€ 12,50 CD (2017 reissue) Dais

€ 28,95 2LP (2017 reissue) Dais

OUVIR ÁLBUM COMPLETO / LISTEN TO FULL ALBUM
Time Machines

Assumidamente dirigido ao interior, expandindo a consciência para dentro de si própria através do que Coil chamaram Sidereal Sound (“Das estrelas”), Time Machines desafia a química do cérebro enquanto avança esteticamente os interesses de Jhon Balance e Peter Christopherson. Com uma certa base nas ideias e técnicas de Austin Osman Spare, cujos desenhos procuravam a característica “das estrelas” que pudesse abrir portas ao contacto com outros planos de realidade e consciência, o som do disco, correspondente a substâncias químicas, entretém a noção de deslocação no tempo, colocando-nos idealmente face a uma certa desorientação no contacto connosco próprios, se deixarmos a mente seguir o seu curso. Na verdade, o que se encontra durante o caminho delimitado pela duração do álbum pode, até, equivaler, a uma proveitosa sessão de meditação. Não é descabido argumentar que toda a obra de Coil se orientou no sentido de contactar com forças desconhecidas, e aí reside parte do fascínio continuado que o projecto exerce, bem para além da morte. Ao “utilizar” música de Coil, estamos com a possibilidade de aceder a um qualquer Lado De Lá. Não percam.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 2 Novembro, 2016

SILVER APPLES The Garden CD / LP

€ 11,95 CD Chickencoop

€ 17,50 LP (Limited coloured vinyl) Chickencoop

[audio:http://www.flur.pt/mp3/CCR003CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CCR003CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CCR003CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CCR003CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CCR003CD-5.mp3]

“The Garden” foi anunciado, em 1998, como o terceiro álbum (perdido) da banda, e assim permanece em 2016, com esta reedição. De acordo com as informações oficiais, estas gravações incluem sete temas completos gravados em 1969 e sete instrumentais de bateria gravados em 1968, aos quais foram acrescentadas partes registadas por Simeon Coxe em 1998 (todas intituladas “Noodle”). Mantém-se toda a magia original, a estranheza de um tom quase medieval misturado com sons alienígenas. Canções vivas que fazem uma difícil travessia, por vezes, entre country e formas muito tradicionais, e uma ideia muito singular de pop que acaba por soar campestre, talvez até contra todas as expectativas e desejos de quem se liga a música tecnológica. As canções aparecem neste álbum alternadas com as sete composições instrumentais da série Noodles (ver acima), essas sim visões muito extraterrestres do que poderia ser o rock se o seu destino tivesse estado exclusivamente nas mãos e mentes de visionários como Silver Apples e outros cientistas de som seus contemporâneos. Breaks de sonho para turntablists. Mas muito bizarro, sempre.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 3 Março, 2015

BJORN TORSKE Nedi Myra CD / 2LP

€ 16,50 CD (2015 reissue) Smalltown Supersound

€ 31,95 2LP (2015 reissue) Smalltown Supersound


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 31 Julho, 2014

SND Tplay, 1:5 2LP

€ 21,50 2LP (2014 reissue) SND

[audio:http://www.flur.pt/mp3/SND1SE-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SND1SE-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SND1SE-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SND1SE-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SND1SE-5.mp3]

Às 5 faixas da edição original de 1998 são acrescentadas 6 inéditas. Em plena época de paradigma glitch na música electrónica, com toda a teorização mas também a prática a estar ligada ao que a editora Mille Plateaux ia mostrando, SND (Mark Fell e Mat Steel) construíam trabalho que rapidamente uniu o techno de clube às experiências mais esotéricas que estavam a ser feitas com música electrónica. Simplisticamente, soa como Oval misturado com Chain Reaction, algo que pode ser encontrado nas entrelinhas ou, como foi descrito, uma experiência de clube mas do lado de fora da porta, sentindo as vibrações dos graves e o beat abafado. Esse período, na música de SND, representou a união entre as frequentemente tão paralelas, até aí, cenas experimentais inglesa e alemã. Com o novo milénio, em especial, a globalização acelerou também nos intercâmbios sonoros entre gente com ideias e projectos similares. Mas ouvir “Tplay” está fora de considerações macro-culturais, basta sentir a suave repercussão do som em paredes almofadadas imaginárias, como a bola de Pong se movimentava, lânguida, entre as raquetes.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 9 Novembro, 2012

JUNIOR KIMBROUGH God Knows I Tried LP

€ 15,00 LP Fat Possum  ENCOMENDAR

Exemplares originais selados!

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=8MhPxRbgXkY?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=ueh6iUMs4oQ?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=15kC1IUxAEw?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Junior Kimbrough só começou a editar com maior visibilidade no início dos anos 1990 e daí até à sua morte pouco mais deu do que deixar quatro discos gravados e uma série de material que seria editado postumamente. “God Knows I Tried” é o quarto disco na Fat Possum, já gravado, mas editado postumamente no ano da sua morte (1998). Homem do blues, Kimbrough tinha uma voz única (forte, mas as gravações que ouvimos já acusam algum esforço e uma espécie de tom desdentado muito característico), à qual adequava com cuidado o som da sua guitarra, com algumas partes totalmente improvisadas, que fazem denotar sempre o caminho natural pelo qual a canção e a melodia deveriam seguir. Intuitivo e hipnótico, é particularmente mágico quando a guitarra de Kimbrough entra em loop e a sua voz, quase sempre um nível abaixo dos outros instrumentos, parece um eco distante, imperceptível, que rodopia sem se esgotar. Disco incrível.Temos mesmo muito poucas cópias originais desta pérola (e dificilmente vamos arranjar mais).


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 16 Setembro, 2011

MORGAN GEIST Triadic Trial EP 12″

morgan geist

€ 7,00 12″ Fragmented Records (FMD012)  ENCOMENDAR

Exemplares originais de 1998 em excelente estado!

[audio:http://www.flur.pt/mp3/FMD012-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/FMD012-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/FMD012-3.mp3]

Antes de Metro Area, durante os 90s, Morgan Geist reescreveu as regras house, juntando Detroit e New Jersey numa solução realmente fresca. As raízes vão mais atrás, no entanto, e neste maxi é “Pico”, a primeira faixa, a representar a produção boogie tão influente em Metro Area. “Straight Swing” é típico Morgan Geist desta era: ritmos complexos, baixo sintético, teclas soul e um passo mais rápido do que se espera. O mesmo em “Waterwork”, house quebrada, orgânica e emotiva, repleta de pormenores rítmicos incríveis que complicam a matemática simples da dança mas oferecem enorme satisfação ao ouvido curioso. Geist ampliava a sua originalidade com elementos b-boy, uma infiltração benigna da cena electro original que reforçava a inquietude na sua música, confundindo quase sempre a noção direita de 4/4. Temos exemplares de 1998 em excelente estado para sentirem o que Matthew Herbert sentiu quando, no mesmo ano, reuniu em álbum alguns maxis essenciais de Morgan Geist na Environ.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 29 Julho, 2011

LIQUID LIQUID Bell Head 12″

€ 7,00 12″ Mo’Wax (MW096)

Exemplares originais de 1998 como novos!

[audio: http://www.flur.pt/mp3/MW096-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MW096-2.mp3]

Harvey exerce aqui o seu direito em duas versões com velocidades diferentes para este original de 1981 também tocado a velocidades diferentes ao longo dos anos. O maxi fez parte da operação da Mo’Wax para reapresentar ao mundo os Liquid Liquid, reunindo os seus EPs num álbum em 1997. Nessa altura (97-99) saíram alguns maxis com remisturas de Cut Chemist, UNKLE, Psychonauts e um maxi inteiro só com re-edits de Harvey, um pouco já mega-star no circuito house por essa altura. No lado A o passo é mais lento, no lado B mais rápido, mas sempre preservando o funk esquelético do original, uma faixa pura de percussão e voz de comando. Preferência para o lado A, mais hipnótico, rude e com espaço para um kick mais forte.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 8 Abril, 2010

EGGLADY Prinsessan Och Ägget 12″

€ 7,95 12″ Börft Records

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BORFT097-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BORFT097-2.mp3]

4 tracks.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »