Quinta-feira, 24 Janeiro, 2019

LAURIE SPIEGEL Unseen Worlds CD / 2LP

€ 16,95 CD (2019 reissue) Unseen Worlds

€ 41,95 2LP (2019 reissue) Unseen Worlds

Foram precisos onze anos para que Laurie Spiegel encontrasse uma nova razão para editar. Foram precisos quase três décadas para que este “Unseen Worlds”, originalmente editado em 1991, ficasse novamente disponível. Se em “The Expanding Universe” vence uma noção de sons automatizados por uma certa formatação de música clássica, “Unseen Worlds” cria um interessante paralelismo sobre como essa música evolui quando ganha contornos de inteligência artificial, quando desmitifica a ideia de espaço ou universo e navega para o desconhecido. Se “The Expanding Universe” era uma espécie de Júlio Verne da música electrónica, “Unseen Worlds” é Arthur C. Clarke (e talvez depois Stanley Kubrick), onde o monólito é substituído pelos efeitos alucinogénios dos instrumentos sintetizados. Parece Vangelis com uma capa rock, mimetizando os Sonic Youth à procura do outro lado do espelho. Durante anos foi dificílimo conseguir uma cópia de “Unseen Worlds”. O desconhecido torna-se conhecido, e estão todos convidados para entrarem no maravilhoso mundo de Laurie Spiegel. Mágico, fantasista, surreal, imprevisível e jamais visto (ou ouvido). Que maravilha.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 28 Novembro, 2018

MKWAJU ENSEMBLE Mkwaju CD / LP

€ 12,50 CD WRWTFWW

€ 24,50 LP WRWTFWW

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Esta é, na verdade, a primeira edição de Midori Takada, aqui com o seu ensemble de percussão acrescentado de Pecker em percussão adicional e Joe Hisaishi em teclas e na produção. Hisaishi estava também a começar um percurso riquíssimo que passaria, por exemplo, por incontáveis bandas sonoras para anime (ouvir as recentes reedições Studio Ghibli) e filmes de Takeshi Kitano. Alguma imprensa actual procurou traçar uma correspondência entre este primeiro álbum do Mkwaju Ensemble e uma concepção de techno, mas Midori Takada responde que “tudo adveio ou do minimalismo ou da repetitividade africana. Como o acto de produzir música altera o nosso corpo – é isso que me fascina”. O ritmo sintético no tema-título e em “Tira-Rin” pode levar-nos, assim, na direcção errada, mas as restantes faixas instituem um certo classicismo percussivo, limpando muitas das interferências tecnológicas para um resultado mais próximo da terra.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 27 Novembro, 2018

1991 No More Dreams LP / CASSETE

€ 17,95 LP BPH

€ 9,50 CASSETE BPH

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Quando surgiu no início da década, o produtor sueco Axel Backman deixou dois discos absolutamente admiráveis, “1991” (Astro:Dynamics) e “Skogen, Flickan Och Flaskan” (Opal Tapes). Tão cedo como veio, desapareceu, e deixou uma espécie de mini-legado que ajuda a explicar alguma electrónica/techno que se tem feito nos últimos anos. 1991 esteve na origem de um certo renascimento de um som perdido dos 90s, numa altura em que a música electrónica estava a iniciar a exploração de memórias dessa década. “No More Dreams” passou despercebido em 2016, talvez fruto do exagero de edições semelhantes nesse período – e nos anos anteriores – e descobrimos agora o disco que marcou o regresso de 1991, quatro anos depois do fabuloso “Skogen, Flickan Och Flaskan”. Esta descoberta foi mera curiosidade, lembramo-nos de ver o que andava a fazer e deparámo-nos com este disco que nunca nos passou pelas mãos. O génio com que nos entusiasmámos há 6 anos continua lá, “No More Dreams” é mais uma pérola do sueco, ainda incapaz de sacrificar o que quer que seja em prol daquilo que é bonito.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 23 Outubro, 2018

NIGHTMARES ON WAX A Word Of Science: The 1st & Final Chapter 2LP

€ 24,50 2LP (2014 repress) Warp

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Ainda num período de lançamento de bases por parte da editora Warp, este álbum, junto com o de LFO e com os discos de Sweet Exorcist, definiu o chamado som Bleep. No entanto, N.O.W. – como se veria claramente em álbuns posteriores – partia em direcção a outras ciências rítmicas para além da house e, mesmo quando se pode chamar house a faixas carismáticas como “Aftermath”, “A Case Of Funk”, “Dextrous” ou “Biofeedback”, a carga de baixo é sempre muito privilegiada. Estruturas simples, assentes na elaboração de groove e algumas samples vocais para alargar os moods, garantem um som que virou claramente a página entre décadas. George Evelyn e Kevin Harper (este sairia do projecto antes do álbum “Smokers Delight”) em caminhada inspirada.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 12 Outubro, 2018

MASSIMO TONIUTTI Il Museo Selvatico 2LP

€ 23,95 2LP (2018 reissue) Black Truffle

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

“Il Museo Selvatico” representa Massimo Toniutti numa fase já relativamente adiantada da sua carreira (1991). Envolvido com a chamada “sound art” (mais até do que o seu irmão Giancarlo Toniutti, conotado sobretudo com a cena industrial), e como tantos outros nesse meio, Massimo participou activamente no circuito de cassetes durante a década de 80. O que essa rede permitia era a possibilidade de evolução para artistas que, de outra forma, não editariam e raramente ou nunca se veriam reflectidos num trabalho editado, podendo avaliar-se a si próprios a partir de fora. Este LP foi expandido para duplo, nesta reedição da Black Truffle (editora de Oren Ambarchi), e a qualidade do material mostra Toniutti em pleno domínio de uma linguagem híbrida, parte industrial, parte field recordings, experiências com técnicas de música concreta, mantras de drone, tudo numa espécie de sonorização informal para “Stalker”, se quisermos puxar imagens para aqui. Exploração avançada e fascinante.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 8 Maio, 2018

CARLOS MARIA TRINDADE / NUNO CANAVARRO Mr. Wollogallu LP

€ 24,95 LP (2018 reissue) Urpa I Musell

OUVIR ÁLBUM COMPLETO / LISTEN TO FULL ALBUM
Mr. Wollogallu

Em 2011 celebrou-se o magnífico “Far Side Virtual” de James Ferraro. Justificadamente. Abriu portas neste século para uma redescoberta e reconstrução da metodologia em volta da música electrónica/ambiente. Sem Ferraro e o seu “Far Side Virtual” teríamos mais dificuldade em entender certos discos que nos aparecem pela frente, desde a música de Caretaker, passando por Kaitlyn Aurelia Smith ou a liberdade sentida em “Mono No Aware”. Na altura Ferraro fazia com os menus da loja online da Nintendo Wii o que o que Brian Eno (responsável pelo genérico de arranque do Windows 95) trouxe à música décadas antes com “Music For Airports” e recontextualizou o som digital ao presente. A virtualidade da música de Ferraro tocou no presente com uma ideia de futuro que já se estava a viver. A importância de “Far Side Virtual” é actualmente mais sentida do que em 2011 e isso acontece, curiosamente, não com discos do presente, mas através de reedições de discos das décadas de 1980 e 1990. Seja o quarto mundo de Jon Hassell, a obra de Hiroshi Yoshimura que descobrimos recentemente, as recentes reedições de música japonesa ligada à anime e videojogos, o catálogo mais baleárico/ambiente da Music From Memory e agora este “Mr. Wollogallu” de Carlos Maria Trindade e Nuno Canavarro, finalmente reeditado em vinil pela catalã Urpa I Musell (a primeira edição, que iremos receber, já esgotou na fonte). Talvez o álbum mais Penguin Cafe Orchestra editado em território nacional, “Mr. Wollogallu” é uma belíssima peça do puzzle que encaixa na onda de nostalgia por uma música que explorava ambientes entre o digital e o analógico, em que a imagem que se instala é de um futuro irreal, virtual, desapegado da materialidade das coisas e fascinado consigo. É um disco-viagem (“Guiar”, “Em Bou-saada” ou “Blu Terra” asseguram isso) que nos diz mais a nós do que à história da música universal: a ideia de relíquia/preciosidade é um pouco exagerada, mas o exagero não deve prejudicar as imensas qualidades de “Mr. Wollogallu”. Situa a sua música nos anos 1990 (foi originalmente editado em 1991) e está preso nesse momento com uma boa estrutura: voltar a esta música, em 2018, enriquece qualquer contexto e sente-se uma maior exaltação nas composições de Carlos Maria Trindade e Nuno Canavarro. Por vezes é bom reviver certos discos livres do seu contexto original. É música virtual, conhecedora dos quatro cantos do mundo e do quarto mundo, e viva em 2018.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 13 Abril, 2017

MASSIVE ATTACK Blue Lines CD

€ 7,50, CD (2012 mix / master) Virgin

€ 23,95, LP Virgin

OUVIR / LISTEN


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 17 Dezembro, 2015

SWANS White Light From The Mouth Of Infinity / Love Of Life 3CD / 3LP

€ 20,95 3CD (2015 reissue) Mute

€ 56,50 BOX 3LP (2015 reissue) Mute

[audio:http://www.flur.pt/mp3/CDSTUMM377-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CDSTUMM377-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CDSTUMM377-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CDSTUMM377-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CDSTUMM377-5.mp3]

Em 1991, os Swans saíam, de certa forma, das profundezas do rock que tinham inventado uma década antes. “White Light From The Mouth Of Infinity” exercita uma subida até que suficientes raios de luz pacifiquem a música. Os momentos mais abrasivos do passado, aqui com um boom de bateria muito característico da época (e transversal a vários géneros) são geridos de forma a conviverem com uma outra fase que, no mesmo período, Michael Gira e Jarboe atravessavam com o projecto Skin. Como é claro, a voz de Gira é sempre capaz de mistificar e, mesmo quando a tempestade sónica abranda em seu redor, ela mantém o poder de nos deixar sempre alerta.
Um ano após “White Light From The Mouth Of Infinity”, Swans prosseguem uma via semelhante de equilíbrio entre escuridão e luz. Talvez o título “Love Of Life” pudesse sugerir um certo tipo de orientação mais pacífica mas não é isso que se verifica. Swans chegam mais ao formato canção mas não por um caminho muito tradicional. São estendidos alguns mantras que, muito mais tarde, encontraremos em forma aumentada e magnífica , por exemplo, no álbum “To Be Kind”, mas aqui está uma visão do rock, em 1992, que mantinha o peso do passado e quase o unia a um som shoegaze – de novo, o som da bateria, o seu eco, é muito importante nessa definição. Enquanto o grunge acontecia, Swans cantavam “And all across America the poison fires glow” (“God Loves America”).
CD triplo em digipak gordo e caixa negra, edição de luxo com três LPs.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 27 Julho, 2015

BIOSPHERE Microgravity (Expanded) 3LP

€ 42,50 3LP (2015 reissue) Biophon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BIO003-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BIO003-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BIO003-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BIO003-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BIO003-5.mp3]

“You know the moon, you know the stars…” é a já clássica abertura com essas palavras e entoação que ficam na cabeça. Em 1991, lá bem em cima no mapa da Noruega, Geir Jenssen (que já era conhecido pelos Bel Canto) mandava um manifesto inclusivo de praticamente todos os aspectos da cultura rave. Ambientalismo, blip, new beat, house, dub techno, breakbeat. A reedição expandida de 2015 inclui um álbum extra de material da época, acrescentando mais profundidade a este vislumbre pelo túnel do tempo. “Microgravity” é um dos momentos seguros desses anos em que o termo Ambient ganhava nova conotação fora do eixo de Brian Eno. “Baby Satellite” é não só Warp como tem mecânica similar a Delkom (um dos projectos ex-DAF) mas Biosphere soa suficientemente distante de cenas concretas e não apenas pela distância geográfica. “Microgravity” não tem o que se pode identificar como clara marca de autor – o seu valor está na justa medida com que captura os sons correctos na altura correcta e, com isso em mente, partimos para uma experiência bastante gráfica de como a procura no / por Espaço se processava. O álbum permanece sugestivo de um salto para cima, mais do que uma mera banda sonora para clubes ou “salas de descanso”. Mesmo “Ectozone”, extra nesta reedição, talvez a faixa mais directa para pista de dança, sugere momentos fora do globo terrestre. Uma boa narrativa não perde gás com os anos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Junho, 2015

FRONT 242 Tyranny >For You< LP

€ 8,50 LP Red Rhino Europe (RRE LP 11)

Exemplares originais da edição belga de 1991 / Original 1991 Belgian release. EXC! Sound clips and sleeve not from actual copy.

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=y9D1MjDAM9s?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=wpG7Dlm16uk?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=5SpcVcUvXmg?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Maio, 2015

RICKY SMITH Power Move 12″

€ 10,50 12″ (2015 reissue) Chicago Bad Boys Records

[audio:http://www.flur.pt/mp3/CBB-6850-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CBB-6850-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CBB-6850-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CBB-6850-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CBB-6850-5.mp3]

Produced by Steve Poindexter.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 26 Fevereiro, 2014

PIXIES Trompe Le Monde LP

€ 19,95 LP 4AD


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Janeiro, 2014

ROYAL ORCHESTRA LTD. Itsa Nastee Rhythm 12″

€ 6,00 12″ Fourth Floor (FF-1126)

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=4saGPDXpzPc?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=El4yfIsEfP4?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Exemplares originais de 1991 em muito bom estado / Original 1991 US release EX/VG+

20 anos? Mais. Em consonância com o som house mais requisitado do momento (basta ouvir a abertura do novo álbum de Katy B para se perceber quão pop é este som, DE NOVO), recuperamos um maxi com vários traços definidores do período. Beat 4/4 com breaks, piano, flauta, (diva controlada), deepness e boom na pista de dança. 15 minutos de fervor épico no lado A, duas misturas diferentes e complementares no lado B. Se desejarem apenas e unicamente a perfeição condensada em 6 minutos e 57, virem para “Itsa Jazzee Rhythm” (segundo clip) e observem todos os músculos que interessam a ficarem tensos no melhor sentido e também a relaxarem. Obra mestra, não mais igualada, de Paul “Mykoo” Hernandez (toca, produz, arranja, compõe, mistura e aplica engenharia de som), um manifesto do sumo importante da cena garage de Nova Iorque. O maxi termina com a versão mais rítmica, na qual a percussão e os breaks assumem o controlo. Exemplares originais em muito bom estado ou com um mínimo de ruído de superfície.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 16 Outubro, 2013

VENOM P. STINGER Waiting Room 12″

€ 12,50 12″ Drag City

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DC539-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC539-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC539-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC539-4.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 2 Setembro, 2013

TERRACE Inspiritual 12″

€ 7,00 12″ Djax-Up-Beats

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DJAX-UP-128-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DJAX-UP-185-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DJAX-UP-185-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DJAX-UP-185-4.mp3]

Original 1991 release. NM!


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 5 Agosto, 2011

LFO We Are Back 7″

LFO We Are Back (edit) + Nurture (edit)

€ 5,00 7″ Warp (7WAP14)

Exemplares originais de 1991 em óptimo estado!

[audio: http://www.flur.pt/mp3/7WAP14-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/7WAP14-2.mp3]

A editora Warp continua fortemente inscrita no nosso imaginário mais electrónico, os anos de 1989 a 93 produziram discos fundamentais, marcos na cena de dança britânica e as bases de quase toda a IDM dos anos 90. Destacamos duas edições em formato menos comum para música de dança como a conhecemos agora, vinil 7″, seguros de que o seu apelo enquanto objectos (não se esqueçam de que é material Designers Republic) consegue estar à altura da sua importância na reciclagem da house americana para uma nova vida enquanto produto vital fabricado na Grã-Bretanha. No final, alguns outros títulos do mesmo período e mais além. De passagem, reparem onde está a génese da bass music de que hoje se fala tanto.

A voz robótica que repete a frase chave de LFO diz o seguinte: “There-are-many-imitators-but-we-are-the-true-creators. We-are-back!” LFO representaram como nenhum outro nome da época o espírito de reverência em relação aos clássicos (então ainda frescos) de house enquanto forjavam o som tipicamente britânico que foi a imagem de marca da Warp pelo menos entre 1989 e 1991. Bleeps e bass mais cerrados em “We Are Back”, mas “Nurture” é quase uma espécie de pré-Daft Punk com menos potencial neurótico mas igual empenho nos elementos mínimos que garantem máximo impacto. Sci fi house em estado de graça.


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 26 Julho, 2011

NEV Deep Beep 12″

NEV Deep Beep

€ 5,00 12″ Metamerism (MTA00712)

Exemplares originais de 1991 ainda selados!

Servida em 3 versões, esta faixa existe na intersecção entre a Electronic Body Music que, na época, já empalidecia seriamente, e a cena bleep house inglesa que a Warp tinha oficializado dois anos antes. Foi das editoras norte-americanas que mais fielmente retratou a mudança de paradigma para uma nova cultura de dança (a Death Of Vinyl, no Canadá, fez o mesmo). Baixo denso na versão How deep can you bleep?, que abre com a frase “Down with depression” em tom de conselho psiquiátrico. As samples fazem parte da abordagem que muitos produtores ligados à cena industrial adoptaram para resolver a questão das “vozes”. A versão chamada How deep can you sleep? tem um pé na sala chill-out mesmo ao lado – embora mantendo os elementos essenciais, é mais lenta e atmosférica. Definição de uma época para os vossos sets de Verão mais preguiçosos ou audição em casa enquanto descansam as pernas depois da praia. Preço extra-simpático para exemplares selados. O disco tem ainda uma versão adicional (How deep can you creep?).

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=Gh9bKpq2wJM?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=1NPothl5PYk?hl=en"><img src="http://www.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 28 Janeiro, 2011

Massive Attack “Safe From Harm – New Nellee Hooper mixes” – EXEMPLARES ORIGINAIS em stock

massive attack

MASSIVE ATTACK
Safe From Harm – New Nellee Hooper mixes
12″ Wild Bunch Records – 7 eur
Exemplares originais de 1991 em excelente estado
ESGOTADO!

Um dos emblemas máximos do primeiro período de Massive Attack (“Blue Lines” e “Protection”), uma canção inspirada, melancólica, proporcionou muitos arrepios e não perdeu o impacto, apesar de quase tudo o que diz respeito à cena que Massive Attack e Portishead forjaram a partir de Bristol estar, hoje, muito na mó de baixo. Respeito sempre devido aos originadores e, neste caso, a combinação Massive / Shara Nelson resulta numa maravilha pop rapidamente beatificada, válida para sempre. Remisturas de Nellee Hooper (ele próprio de Wild Bunch, mais tarde produtor de Bjork) em versão longa, dub e instrumental onde a ausência de Shara Nelson só não é sentida porque a música é sublime. Todas as versões são fortes em dub, prensagem alta e valor documental intacto.

[audio:http://www.flur.pt/mp3/WRPR3-1.mp3]
[audio:http://www.flur.pt/mp3/WRPR3-2.mp3]
[audio:http://www.flur.pt/mp3/WRPR3-3.mp3]


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 17 Setembro, 2010

AUDIO CLASH Don’t take It Away + Electro Rhythm 12″

€ 8,00 12″ Strictly Rhythm (SR1255)

Exemplares originais de 1991 / Original 1991 release

[audio:http://www.flur.pt/mp3/SR1255-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SR1255-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SR1255-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SR1255-4.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 9 Setembro, 2009

LFO Frequencies CD

LFO frequencies

€ 11,95 CD Warp

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Este é o álbum que definiu, por excelência, o primeiro grande período criativo da editora Warp e, ao mesmo tempo, toda a cena bleep techno de então. Mark Bell e Gez Varley capturaram em “Frequencies” a essência do som electrónico aplicado a house directamente descendente dos pioneiros em Chicago. Logo na introdução fazem a sua homenagem a quem os influenciou (“Brian Eno, Tangerine Dream, Kraftwerk, Depeche Mode and the Yellow Magic Orchestra, this album is dedicated to you”) e quem os motivou (“Pierre, Fingers, Adonis, the pioneers of the hypnotic groove”). Este era o som do futuro em 1991, muito mais do que um disco para dançar, cada faixa parece hoje uma peça cuidadosamente elaborada para resistir à erosão do tempo. Prolongando o rico legado de música electrónica com base na cidade de Sheffield, LFO gravaram apenas mais dois álbuns até hoje (“Advance” de 1996 e “Sheath” de 2003), Gez Varley foi desaparecendo progressivamente e ambos os elementos se mantiveram activos (Bell colaborou com Bjork na época de “Homogenic”), embora com resultados menos relevantes (às vezes claramente menos) do que este disco excpecional que é “Frequencies”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »