Terça-feira, 26 Junho, 2018

DAVID SYLVIAN / HOLGER CZUKAY Plight & Premonition / Flux & Mutability 2CD / 2LP

€ 18,50 2CD (2018 reissue) Grönland

€ 26,50 2LP (2018 reissue) Grönland

OUVIR / LISTEN:
Plight (The Spiralling Of Winter Ghosts)
Premonition (Giant Empty Iron Vessel)
Flux (A Big, Bright, Colourful World)
Mutability (“A New Beginning Is In The Offing”)

Depois da reedição da caixa “Cinema”, nova aventura em redescoberta do catálogo de Holger Czukay. Desta vez o que brotou do seu nascimento com David Sylvian, em finais da década de 1980, quando se juntaram para uma colaboração em “Rome Remains Rome” e a coisa se estendeu para dois álbuns, “Plight & Premonition” (1988) e “Flux & Mutability” (1989), 40 + 40 minutos de música ambient, voluptuosamente experimental e cinematográfica, de gestos que têm tanto de expressionistas, vagos, como cinematográficos. Seja no catálogo de Czukay ou de Sylvain, estes dois discos representam um dos momentos mais mágicos e enigmáticos da carreira de ambos. Virtudes de uma ambivalência de clima de fim de guerra-fria, da dissipação do medo e da incerteza do que é viver além-muro. Mistério e sedução de mãos dadas, fumo, neblina e um raiar de luz com algumas das respostas mais únicas que a música em registo ambiental alguma vez proporcionou. Pop orquestral em homenagem à estática e ao silêncio. Os trinta anos de ontem até hoje só tornam isto mais maravilhoso e urgente.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 19 Junho, 2018

LORAD GROUP Sul Tempo LP

€ 16,50 LP (2018 reissue) Lily Record

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Informação praticamente nula sobre grupo, editora e contexto. Registado na net com o ano de 1988, editado apenas em CD, é agora revisto para vinil com som cristalino e absolutamente contemporâneo. Disco incrível de fake jazz (mesmo princípio usado por Frank Zappa em “Jazz From Hell”, por exemplo) e exotica variada, com sentimento digital muito forte. Nesse final da década de 80 abriram-se novas possibilidades tecnológicas de criação e gravação de música com o mundo digital a avançar rápido. Suficientemente cativante para que músicos de um universo claramente rock como Colin Newman (Wire) tenham alterado notoriamente o seu som, ainda que temporariamente. No caso de Newman, o LP “It Seems”. “Sul Tempo” abre panorâmicas para uma zona de conforto e esperança no futuro, é uma espécie de LP de Library não assumido, preferindo a não conceptualização da música para apenas a apresentar límpida, com títulos não muito reveladores. Piano digital, ambiente em ondas, batida mega plástica. Lindo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 29 Março, 2018

SPACEMEN 3 Playing With Fire LP

€ 21,50 LP (2018 repress) Space Age Recordings

Na curta e intensamente criativa carreira dos Spacemen 3, “Playing With Fire” ocupa um lugar de destaque. É o álbum onde melhor confluem as suas ideias, onde os universos de Kember e Pierce se fundem sem chocar e conseguem criar canções magníficas ou explorar a sua dimensão mais experimental sem isso chocar – necessariamente – com as suas ideias mais melódicas: talvez por tentarem replicar numa linguagem própria o poder das suas influências. Nomear as canções expressa a sua importância (“Honey”, “Revolution”, “Let Me Down Gently”, “So Hot” ou “Suicide”), ouvi-las mostra o jogo de conflito dentro da banda, criativo e pessoal. Apesar disso, conseguem harmonia aqui, “Playing With Fire” é num momento gentil, meigo, ternurento, como negro e violento. Essa dicotomia constante, presente noutros álbuns (por vezes até separada, como em “Recurring”, para as diferenças serem mais expressivas), é uma das suas mais valias: porque está na sua pele, não é preciso ler a história para entender que algo de estranho se passava. O negro nunca foi tão cândido e gentil com os Spacemen 3 e eles nunca foram tão directos e influentes como aqui.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 18 Janeiro, 2018

LÁSZLÓ HORTOBÁGYI Transreplica Meccano LP Lullabies For Insomniacs

€ 21,50 LP (2017 reissue) Lullabies For Insomniacs

[audio:http://www.flur.pt/mp3/LFI009-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LFI009-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LFI009-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LFI009-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LFI009-5.mp3]

Certamente um daqueles discos extremamente difíceis de catalogar. Solene de uma forma “neoclássica”, por vezes, com traços de composição mais académica, mas muito permeável a encontros com latitudes diversas e mecanismos rítmicos pouco académicos. Hortobágyi procura o contacto com inspiração transcendente, refugiando-se numa fantasia exótica como forma (mais do que legítima) de compensar os constragimentos de viver na Europa de Leste (Hungria) nas décadas de 60 e 70, em especial. O álbum foi editado localmente em 1988, numa fase em que lászló Hortobágyi já havia fundado uma sociedade musical para divulgação e curadoria de tradições musicais de outras latitudes. Um dos aspectos mais cativantes em “Transreplica Meccano” é o modo pouco óbvio como essas tradições são incluídas na música, raramente evocando um Oriente reconhecível (o compositor interessava-se em particular pela Índia e o mundo muçulmano). Em vez disso, o álbum apresenta trilhos sónicos arrojados, cruzando minimalismo com extensões ambientais e uma certa crueza rítmica que o poderia aproximar da música industrial. Incorporado tudo isso (e mais), “Transreplica Mecanno” permanece como obra singular de um compositor e não como um exemplo de género.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 13 Dezembro, 2017

ALFALUNA Commenti Musicali – Spaziali 2 LP

€ 13,50 LP (2016 reissue) Contempo

[audio:http://www.flur.pt/mp3/CO4006LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CO4006LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CO4006LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CO4006LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CO4006LP-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 13 Dezembro, 2017

ALFALUNA Commenti Musicali – Spaziali 1 LP

€ 13,50 LP (2016 reissue) Contempo

[audio:http://www.flur.pt/mp3/CO4005LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CO4005LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CO4005LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CO4005LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CO4005LP-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 13 Dezembro, 2017

GEINOH YAMASHIROGUMI Akira: Symphonic Suite 2LP

€ 41,50 2LP Milan

[audio:http://www.flur.pt/mp3/399858-2-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/399858-2-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/399858-2-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/399858-2-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/399858-2-5.mp3]

Talvez nenhum outro filme de animação tenha uma banda-sonora tão importante como a de “Akira”, a cargo de Geinoh Yamashirogumi. O filme foi construído em volta da banda-sonora e para quem conhece a obra isso só pode ser demasiado evidente. Não é só uma questão de fluência, mas o universo de Akira em filme não poderia existir sem estes sons. Para quem está familiarizado com uma e com outra, as coisas completam-se, as imagens surgem com os sons e ao ouvir os sons as imagens surgem. É música que ocupa o espaço, que faz fluir imagens e que soa cada vez melhor do que os tempos passam. A existência de uma reedição oficial, e de qualidade, em vinil desta obra-prima é um mistério que acabou em 2017. Existe e está aqui. Já falámos de Geinoh Yamashirogumi noutro momento, mas o conjunto liderado pelo genial Shoji Yamashiro nunca realizou algo tão preponderante e universal como em “Akira”. É mágico, alucinante desde os primeiros sons de “Kaneda”, hipnótico em todo o seu caminho (o cume é atingido em “Tetsuo”) e um sonho em metamorfose (“Dolly’s Polyphony”, um dos temas mais curtos, é arrepiante e uma pesadelo em movimento). Se nunca ouviram, do que é que estão à espera? Se isto não está em vossas casas, do que é que estão à espera?!

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 25 Outubro, 2017

LIZ TORRES featuring MASTER C & J Can’t Get Enough CD / LP

€ 9,95 CD (CD LIZ T 1) Jack Trax

€ 8,00 LP (LIZ T 1) Jack Trax

Exemplares originais da edição inglesa de 1988 / Original 1988 UK release. CD shows very light marks; LPs are new but sleeves have a bit of water damage. Sound clips and sleeve not from actual copies.

OUVIR / LISTEN

Can’t Get Enough, Face It, No More Mind Games, In The City, What You Make Me Feel, Mama’s Boy

Álbum fundamental na história da house, parceria imbatível entre a dupla de produtores de Chicago Master C & J (quase tudo em que tocaram é ouro) e a vocalista Liz Torres, cuja voz e atitude ficam para sempre como exemplos de diva house com classe, sem a histeria Hi-NRG que ficou afinal como padrão. Recheado de clássicos da Trax e outras editoras (“Face It”, “Can’t Get Enough” e “In The City”, por exemplo), o disco representa a melhor espécie de combinação entre um fundo rítmico/sonoro espartano e cru e a voz soul e sensual, uma combinação que anos mais tarde viria a alimentar os sonhos molhados de produtores como Richard-X, conhecido por sobrepôr nos seus mash-ups temas electrónicos ditos “frios” com vozes soul como Whitney Houston. Liz Torres e Master C & J pertencem também à época em que os live acts de house tinham algo de dinâmico para oferecer – vejam por exemplo os excertos de uma actuação sua no Paradise Garage, em Nova Iorque, para a sensação do que poderia ser uma noite para perder a cabeça. Essencial.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 10 Agosto, 2017

NUNO CANAVARRO Plux Quba LP

€ 19,95 LP (2015 reissue) Drag City

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DC639-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC639-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC639-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC639-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC639-5.mp3]

Infinita frustração quando esta reedição nos escapou em 2015. “Plux Quba”, de 1988, marcou não apenas a História da música electrónica composta por portugueses mas também tocou muitas sensibilidades além-fronteiras. Jim O’Rourke reeditava o álbum 10 anos depois, na Moikai, e passaram 17 anos adicionais até a Drag City acrescentar mais justiça ao mercado. Montagem de laboratório que parece convocar marcos fundamentais na música electrónica: new age, barroco, música concreta, industrial, minimal, cósmica, improvisada, sampling. É ainda uma experiência auditiva fascinante, procurarmos relacionar-nos com esta forma de ser português – ou tentativa de tornar irrelevante essa origem, talvez. O disco avança em faixas curtas que acabam por beneficiar o todo no sentido de lhe retirar algum peso conceptual que pudesse ter e que, por exemplo, se nota em “Música De Baixa Fidelidade”, de Tozé Ferreira” (não retirando mérito a esse álbum). “Plux Quba” é princípio, meio e fim de um exotismo português ainda sem paralelo. Essencial.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

SADE Nothing Can Come Between Us / Make Some Room 7″

€ 4,00 7″ Epic (EPC 652921 7)

Exemplares originais da prensagem holandesa de 1988 / Original 1988 Dutch pressing. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Nothing Can Come Between Us
Make Some Room

“It’s about faith / It’s about trust”, a duas vozes, antecipa mais uma secção instrumental perfeita no domínio pop / soul dos 80s. Tal como “Paradise”, a canção “Nothing Can Come Between Us” é retirada do álbum “Stronger Than Paradise”, que completa uma trilogia soberba com “Diamond Life” (1984) e “Promise” (1985). Depois virem para “Make Some Room”, no lado B, e apanhem o ar no rosto enquanto a batida seca, lenta, simula, com algum ácido bem oculto, um tema de house nas rotações erradas. Óptima faixa instrumental.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

SADE Paradise + instrumental 7″

€ 4,50 7″ Epic (EPC 651617 7)

Exemplares originais da prensagem holandesa de 1988 / Original 1988 Dutch pressing. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Paradise
Paradise (instrumental)

O modo como a linha de baixo sustenta TODA a canção faz com que o groove se instale automaticamente em nós. Só para não irmos mais além, Sade cumpriu de forma perfeita a década de 80, e é algo que não se pode dizer em relação a muitos seus contemporâneos. A simples perfeição desta canção, o romance implícito, brisa, Sol, água, e a guitarra que substitui a voz na versão instrumental, tudo sobe e parece nunca descer. Se ligarem a pormenores desses, reparem como a pancada de tarola, na bateria, consegue ser própria da década mas sem o tradicional som épico de “sala grande”, tornando-a assim mais próxima de nós. Maravilhoso para pessoas e DJs.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

COLIN NEWMAN It Seems LP

€ 10,00 LP Restless / Crammed (72260-1)

Exemplares originais da prensagem norte-americana de 1988 / Original 1988 US pressing. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Quite Unrehearsed
The Rite Of Life
It Seems
Not Being In Warsaw
Round & Round

O último álbum de Colin Newman na década de 80 ainda consegue diversificar a sua abordagem pop. “It Seems” é o primeiro disco onde ele explora a produção digital de música e isso é totalmente notória na natureza dos sons que compõem as canções. Uma espécie de tom minimalista, meio tempo entre vibrafone e teclas; algumas cordas falsas; sons claros que identificamos com outro universo musical (new age / library dos 80s e 90s). As melhores canções no álbum – e são várias – são aquelas que transmitem uma sensação de espaço e brisa a circular por entre os sons assumidos como artificiais (ouçam-se, por exemplo, “The Rite Of Life” ou “It Seems”), por vezes com certa aspiração a serem “clássicos”. Grande álbum improvável que vibra, hoje em dia, de uma forma talvez inacessível para ouvintes da época. Têm de ouvir isto. Exemplares selados, com corte promocional na parte inferior da capa.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Março, 2017

KLAUS WEISS RHYTHM & SOUNDS Time Signals LP

€ 20,95 LP (2017 reissue) Trunk

[audio:http://www.flur.pt/mp3/JBH063LP -1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/JBH063LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/JBH063LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/JBH063LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/JBH063LP-5.mp3]

Há frequentemente uma atmosfera de exclusividade quando se escuta um bom disco de Library, como se esses discos existissem para ser descobertos apenas por recomendação de um irmão numa sociedade secreta. Todo o tipo de experiências era permitido, uma vez que se trata de música funcional, composta para criar ou sublinhar emoções e ambientes específicos. Atenção sempre especial deve ser dedicada aos discos de ritmo, como sabe qualquer bom caçador de breaks (para samplar ou apenas para ter), e “Time Signals” tornou-se assim num álbum muito cobiçado. Como sempre, faixas cuja duração média ronda os 2 minutos, obras-primas de groove em miniatura, condensando em pouco tempo todos os nutrientes necessários. Gravado em 1988, “Time Signals” inclui linhas de baixo electrónicas para pontuar os breaks, acentuando a aura tecnológica que a própria capa já transmite, num muito expressivo tom dourado. Muito especial, esta reprodução do original na Selected Sound.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 24 Agosto, 2016

JOAN LA BARBARA Tapesongs LP

€ 20,50 LP Arc Light Editions

[audio:http://www.flur.pt/mp3/ALE006-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ALE006-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ALE006-3.mp3]

Com enquadramento escrito por John Cage, que compõe o segundo trecho neste LP, Joan La Barbara saía do philip Glass Ensemble pouco antes para seguir um percurso a solo dedicado, sobretudo, à manipulação da sua própria voz. Produto também de uma vitalidade impressionante na Baixa nova-iorquina, “Tapesongs”, de 1977, mostra a cantora com plena mestria não apenas da harmonia como também do ritmo que imprime à voz e, ainda, das potencialidades da mesma como instrumento total, passível de múltiplas sobreposições para tomar o lugar de outras fontes sonoras. É em “Thunder”, longa peça que ocupa todo o lado B, que a voz menos parece brilhar, enquanto solista ou protagonista principal, para que La Barbara possa desenvolver outro tipo de manipulação electrónica, subjugando os tons vocais (pássaros ou Diamanda Galás?) ao constante rolar da percussão tocada por Warren Smith e Bruce Ditmas, dois músicos de jazz com trabalho junto de Miles Davis, Gil Evans, Jaco Pastorius, Max Roach, Paul Bley, Enrico Rava e muitos outros. Música ritual e profunda.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 22 Fevereiro, 2016

LIZZY MERCIER DESCLOUX Suspense CD / LP

€ 16,50 CD (2016 reissue) Light In The Attic

€ 26,50 LP (2016 reissue) Light In The Attic

[audio:http://www.flur.pt/mp3/LITA140-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LITA140-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LITA140-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LITA140-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LITA140-5.mp3]

O percurso de Lizzy, nestes cinco álbuns reeditados pela Light in the Attic, parece correr sempre ao alcance de mais pop. Desta vez gravado nas Ilhas Britânicas, o álbum mantém o tom exótico de outrora, embora mais orientado para um formato menos arrojado, certamente fruto de nova produção e da ausência de Michel Esteban, companheiro de Lizzy, produtor e génese da ZE Records. Os 80s estavam quase a fechar e o som não mente. Um dos melhores exemplos desse som “brilhante”, europeu mas viajado, encontra-se em “2 Femmes A La Mer”. Um dos trunfos é, ainda e sempre, a dificuldade em posicionar a música de Lizzy Mercier Descloux num contexto pop, porque, sendo por esta altura (1988) bem acessível, não se pode dizer que seja comercial.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 17 Fevereiro, 2016

TÓZÉ FERREIRA Música De Baixa Fidelidade CD

tozé ferreira

€ 8,95 CD Plancton Music

[audio:http://www.flur.pt/mp3/PLANCTONRE001-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PLANCTONRE001-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PLANCTONRE001-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PLANCTONRE001-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PLANCTONRE001-5.mp3]

As extensas notas que acompanham esta reedição de 2002 explicam as motivações e sobretudo os detalhes técnicos das composições neste álbum. “Música de Baixa Fidelidade” foi, em 1988, um dos pontos altos no percurso editorial da Ama Romanta (Pop Dell’Arte, Sei Miguel, etc.), um disco completamente estranho a todas as realidades musicais da época em Portugal. Tózé Ferreira refere o seu longo flirt com a electro-acústica, iniciado com “De Natura Sonorum” (Bernard Parmegiani, 1975) em 1981 e culminado no curso de Sonologia no Conservatório Real de Haia, em 1986. Estudos, práticas e contactos durante o curso resultaram em testes ao vivo (com Rodney Waschka, cuja voz se ouve depois no álbum) e em “Música De Baixa Fidelidade”, disco contemporâneo de “Plux Quba” (Nuno Canavarro), também editado pela Ama Romanta. Em 1988 era fácil tentar classificar esta música como parte da cultura industrial, como acontecia com Osso Exótico, mas nenhum desses discos se integrava realmente nessa cultura. Mesmo sonicamente, e isso tornou-se claro. Hoje é mais fácil enquadrarmos estes sons não só na tradição electro-acústica, nos silêncios e contra-argumentações de sons acústicos, nas improvisaões assistidas por computador, na exploração do feedback, mas também, especialmente em “O Verão Nasceu da Paixão de 1921″, numa linha cósmica germânica dos 70s. Álbum fundamental para olhar um “outro” Portugal pelo menos desde Anar Band em 1977 (Jorge Lima Barreto e Rui Reininho), Telectu na primeira metade dos 80s, Nuno Canavarro e Osso Exótico no final dos 80s, Manuel Mota nos 90s e tantas outras experiências desenvolvidas sobretudo na década de 90 e, numa família mais próxima do rock, já neste século.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 10 Dezembro, 2015

FINGERS INC. Another Side CD / 3LP

€ 14,95 CD (2015 reissue) Alleviated

€ 25,50 3LP (2015 reissue) Alleviated

[audio:http://www.flur.pt/mp3/ML9001CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ML9001CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ML9001CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ML9001CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ML9001CD-5.mp3]

Foi um álbum concebido para o mercado inglês, nessa época (1988) a sentir uma ligação umbilical com a música de dança que chegava de Detroit e Chicago, sobretudo. “Another Side” é um dos álbuns essenciais para fixar estes anos, e o som e a cultura house, como fundamentais para revisitar em qualquer época de que nos conseguimos lembrar, inclusivamente olhando para o futuro. Do trio, apenas Ron Wilson parece ter tido um percurso discreto, com um disco sozinho em 1990, mas de Larry Heard (Mr. Fingers) e Robert Owens existem incontáveis registos, histórias, tributos, mensagens de amor e reconhecimento de influências. A par de “From The Mind Of Lil Louis” (1989), “Another Side” talvez seja dos discos que, nos primeiros 5 anos de house enquanto género com nome aceite, melhor chama ao momento a Soul com a qual muitos destes produtores, músicos, DJs e cantores cresceram. A tortuosa experiência de libertação Disco, do ponto de vista da legitimação social da homossexualidade, encontra-se mais do que implícita na voz esforçada de Robert Owens, encantatória, quase em regime de exorcismo. É um disco de canções, mesmo que algo tão carismático como “I’m Strong” seja erguido sobre arranjos tão fora deste mundo. Muito se ensina neste álbum, em todos os cantos e recantos da sua produção. Muito para sentir, também, quando o coração está frágil na pista de dança.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 1 Outubro, 2015

CURRENT 93 Swastikas For Noddy / Crooked Crosses For The Nodding God 2CD / 2LP

€ 16,50 2CD (2015 reissue) The Spheres

€ 25,50 2LP (2015 reissue) The Spheres

[audio:http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/THESPHERES1517-5.mp3]

Reedição fenomenal, esta que aterra nas nossas mãos. Há, claro, uma enorme família de devotos dos Current 93 que terão há muito qualquer uma das reedições de ambos os álbuns; mas para os restantes simpatizantes, que passaram ao lado das oportunidades, este duplo álbum parece repor a verdade com duas obras essenciais e de charneira de uma discografia extensa mas de irregular disponibilidade no mercado discográfico. O primeiro disco apresenta “Swastikas For Noddy”, clássico de 1988, onde canções sublimes como “Oh Coal Black Smith”, “The Final Church” (com John Balance e Rose McDowall), “Angel” (arrebatadora, na voz de Douglas P. dos Death In June) ou “Since Yesterday” – perfeitas na sua simplicidade – florescem por entre um labirinto folk e místico, expondo pela primeira vez, de um modo assumido, a arte na escrita de canções. Um trabalho, como era normal, colectivo, onde uma espécie de família parece dar a mão e criar a intimidade necessária para estas coisas acontecerem – para além dos supra-citados, há ainda a presença de HÖH, Steve Stapleton, Ian Read, Boyd Rice, entre outros conspiradores habituais. O segundo disco prolonga “Swastikas For Noddy”: um ano depois, Stapleton refaz a obra anterior, regravando-a e restruturando-a, criando um espelho que reflecte outras cores, outras formas e linguagens. Algumas das canções sobrevivem, mas parecem agora atingidas por véus sombrios que distorcem e electrificam alguma da realidade que conhecíamos. É interessante ver estas duas obras assim, tão juntas e ligadas, amplificadas por – finalmente! – um som que parece não poder ser melhorado. Outros grandes álbuns virão, nascidos do que “Swastikas” ofereceu, mas este preciso momento do pecado original é tão arrebatador como os outros picos da discografia dos Current 93.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 7 Abril, 2015

TIGER Rap Pon Rydim / Version 7″

€ 8,50 7″ Dug Out

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DO-PR001-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DO-PR001-2.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Dezembro, 2014

MAYDAY Sinister 12″

€ 10,95 12″ (2014 reissue) Pheerce Citi

[audio:http://www.flur.pt/mp3/PC001-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PC001-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PC001-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PC001-4.mp3]

transparent purple vinyl.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »