Quinta-feira, 25 Maio, 2017

FIRMA DO TXIGA Firma Do Txiga 3×7″

€ 16,50 3×7″ Príncipe

Uma das firmas que conhecemos com maior longevidade, gravando com total autonomia estética e compondo, assim, um património conjunto invejável na qualidade e variedade. Como deveria ser, são três discos entregues, cada um, a K30, DJ Ninoo e Puto Anderson. O convite à proximidade está no nome da firma e na arte da capa, logo. Lá dentro ouvimos uma derivação vanguardista, quase laboratorial, de afro house (K30), extraordinário apuro na melodia e composição (Ninoo) e o esqueleto rude da batida (Puto Anderson), três ofertas muito diferentes para deixar o queixo cair à vontade perante este património que anda a correr à nossa beira. Capas individualmente pintadas à mão.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

A1. K30 – Era Uma Ve(z)
A2. K30 – Hora da Casa
B1. K30 – Sistema
B2. K30 – Melodias do K30
C1. DJ NinOo – Ambientes Leves
D1. DJ NinOo – Saudades do Russel
E1. Puto Anderson – Éh Brincadeira
F1. Puto Anderson – Gritos do Infinito

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

STASERA Jubilation / Birds Of Happiness 12″

€ 9,50 12″ Interzona 13

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Depois de Nelson Gomes se ter estreado na editora irmã da Interzona13, Outerzona13, como Black, agora é a vez de outro Gala Drop, Afonso Simões, gravar para a editora de Tiago Miranda e revelar-se como produtor de house/disco com dois temas fortes. “Jubilation”, com a colaboração de Boavida, é house com os condimentos necessários de uma boa carta de apresentação. Começa discreto, aos poucos melodias começam a entrar e a desenvolver-se para um óptimo tema de entrada de pista. O lado B é bem mais forte e punchy. Entra forte na deep house e é um piscar de olho valente a alguns sons de Detroit.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

RAGNAR GRIPPE Sand LP

€ 20,50 LP (2017 reissue) Dais

OUVIR / LISTEN

Ouvir discos como “Sand” é uma espécie de lição de que escavar vale a pena. Ragnar Grippe e “Sand” e, já agora, esta reedição da norte-americana DAIS não são obra do acaso. A história repete-se: “Sand”, editado em 1977, é um álbum elogiado por muitos músicos da electrónica experimental/minimalista. Estudou também em sítios marcantes, como no Groupe de Recherches Musicales (GRM), onde se tornou amigo próximo de Luc Ferrari. “Sand” nasce da convivência de Ragnar Grippe com uma série de artistas em Paris, concretamente com Viswanadhan Velu e a ideia de criar música para uma exposição sua intitulada “Sand”. Esta reedição, a primeira em vinil desde a edição original, chega num momento em que a música ambiental e minimalista passa por um período de (boa) reinvenção e enquadra-se bem com o excelente leque de edições actuais (pensamos em Caretaker ou em Dedekind Cut). Ouvimo-lo, descobrimo-lo, em bom momento. Os dois lados de “Sand” são muito elegantes-ritualistas, uma paisagem rústica que vai sendo construída com tempo para respirar. Há uma discrição suprema de como as imagens vão surgindo, uma calma e um relaxamento na apresentação dos sons que tornam “Sand” num apogeu momentâneo da música concreta/ambiental/minimalista.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

SADE Nothing Can Come Between Us / Make Some Room 7″

€ 3,50 7″ Epic (EPC 652921 7)

Exemplares originais da prensagem holandesa de 1988 / Original 1988 Dutch pressing. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Nothing Can Come Between Us
Make Some Room

“It’s about faith / It’s about trust”, a duas vozes, antecipa mais uma secção instrumental perfeita no domínio pop / soul dos 80s. Tal como “Paradise”, a canção “Nothing Can Come Between Us” é retirada do álbum “Stronger Than Paradise”, que completa uma trilogia soberba com “Diamond Life” (1984) e “Promise” (1985). Depois virem para “Make Some Room”, no lado B, e apanhem o ar no rosto enquanto a batida seca, lenta, simula, com algum ácido bem oculto, um tema de house nas rotações erradas. Óptima faixa instrumental.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

SADE Paradise + instrumental 7″

€ 4,50 7″ Epic (EPC 651617 7)

Exemplares originais da prensagem holandesa de 1988 / Original 1988 Dutch pressing. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Paradise
Paradise (instrumental)

O modo como a linha de baixo sustenta TODA a canção faz com que o groove se instale automaticamente em nós. Só para não irmos mais além, Sade cumpriu de forma perfeita a década de 80, e é algo que não se pode dizer em relação a muitos seus contemporâneos. A simples perfeição desta canção, o romance implícito, brisa, Sol, água, e a guitarra que substitui a voz na versão instrumental, tudo sobe e parece nunca descer. Se ligarem a pormenores desses, reparem como a pancada de tarola, na bateria, consegue ser própria da década mas sem o tradicional som épico de “sala grande”, tornando-a assim mais próxima de nós. Maravilhoso para pessoas e DJs.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

ANNIE ANXIETY Soul Possession LP

€ 20,50 LP (2017 reissue) DAIS

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

É bem possível que nós e muitos outros já tenhamos escrito algo semelhante em relação a outros discos, mas este é um álbum que parece representar uma época e uma maneira de fazer as coisas. Gente incrível a trabalhar aqui: Family Fodder, African Headcharge, Crass, para além da supervisão de Adrian Sherwood neste primeiro álbum de Annie Anxiety, cruzada com os Crass na sua Nova Iorque Natal e rapidamente integrada no enorme caldeirão pós-punk que fervilhava ainda em Inglaterra. A sua voz é muito reconhecível, desafia pelo tom, pelos textos e pelo modo como é tratada no contexto da música. “Soul Possession” pode ser encarado como dub industrial mas parece-nos, agora que escrevemos isso, redutor e desactualizado, de alguma forma. É um álbum de canções desajustadas, mesmo na época, muita experimentação a desafiar a noção de pop (e é, no fundo, do que se trata aqui – são canções), ângulos muito aguçados, cantos muito sujos. Difícil encarar de ânimo leve e termina com “Waiting For The Fun”, como se reconhecesse que a diversão é fugidia, volátil. Pesado, complicado e maravilhoso. Dose!

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

JLIN Black Origami CD / 2LP

€ 12,50 CD Planet Mu

€ 21,50 2LP Planet Mu

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tal como em muitos outros discos, título e capa parecem conter toda ou quase toda a interpretação da música. “Black Origami”, e o facto de ser um elefante, remete para África, e é com esse legado que Jlin trabalha, num disco que, de acordo com a própria editora, assenta fortemente em percussão. Noutras latitudes, Jlin retira inspiração do Extremo Oriente (Japão e Índia). Na verdade, a percussão tem mais espaço e quase se basta a si mesma, extraindo progressivamente a música de um universo bass e footwork mais reconhecível. “Nyakinyua Rise” quase poderia ser uma gravação de Mustapha Tettey Addy ou outro mestre percussionista africano, desviado para Oriente. “Holy Child” tem William Basinski (que lhe enviou um loop de vozes femininas do Báltico); “1%” tem Holly Herndon. No todo, o álbum regula-se perfeitamente sem necessidade de exuberância, mantendo sim um tom austero, que o primeiro álbum já tinha, mas, enquanto esse era nitidamente apocalíptico, “Black Origami” soa mais concentrado numa busca de identidade. Não é um processo feliz, mas é claramente afirmativo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

COLIN NEWMAN It Seems LP

€ 10,00 LP Restless / Crammed (72260-1)

Exemplares originais da prensagem norte-americana de 1988 / Original 1988 US pressing. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Quite Unrehearsed
The Rite Of Life
It Seems
Not Being In Warsaw
Round & Round

O último álbum de Colin Newman na década de 80 ainda consegue diversificar a sua abordagem pop. “It Seems” é o primeiro disco onde ele explora a produção digital de música e isso é totalmente notória na natureza dos sons que compõem as canções. Uma espécie de tom minimalista, meio tempo entre vibrafone e teclas; algumas cordas falsas; sons claros que identificamos com outro universo musical (new age / library dos 80s e 90s). As melhores canções no álbum – e são várias – são aquelas que transmitem uma sensação de espaço e brisa a circular por entre os sons assumidos como artificiais (ouçam-se, por exemplo, “The Rite Of Life” ou “It Seems”), por vezes com certa aspiração a serem “clássicos”. Grande álbum improvável que vibra, hoje em dia, de uma forma talvez inacessível para ouvintes da época. Têm de ouvir isto. Exemplares selados, com corte promocional na parte inferior da capa.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

BURIAL Subtemple / Beachfires 10″

€ 9,50 10″ Hyperdub

Burial sem batida, duas faixas longas que retiram o ritmo da equação e criam imagens quase prontas a visualizar. Ambiente natural / música concreta (as pancadas e sons mecânicos que se ouvem), um bom desvio da norma sem comprometer a personalidade. Burial em modo profundamente alienante mas também devocional, seguramente o disco em que mais exige que nos desloquemos ao seu encontro. Talvez “genial” seja um exagero, em 2017, mas o apuro estético é inegável e, no devido contexto dizemos, sem reservas: obrigatório.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation



Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 23 Maio, 2017

SWANS The Great Annihilator + Drainland 2CD / 2LP

€ 16,50 2CD Mute Records / Young God

€ 27,95 2LP (+ poster) Mute Records / Young God

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Prossegue a operação aparentemente completista de reedições do catálogo dos Swans. Se “I Am The Sun”, neste álbum de 1994, apresenta traços de um passado mais industrial, essa não é a regra no restante do disco. É, aliás, um álbum que reúne diversas sensibilidades que fomos conhecendo na música da banda. O som épico da bateria é, no entanto, uma constante. A catarse ritualista é forte, a música nunca menos de intensa. Há uma ideia de poder absoluto no som dos Swans e é difícil ficar-lhe indiferente. A reedição em CD é acrescentada de “Drainland” (no vinil aparece como bónus em forma de download), álbum a solo de Michael Gira (1995). Quase em oposição às camadas compactas de som em “The Great Annihilator”, “Drainland” tem tudo bem mais definido, separado, identificado. A voz grave bem mais presente e, logo, mais comunicativa. A dor é, assim, mais directa, mas isso também é válido na apreciação mais panorâmica de uma canção incrível como “Blind”. É quase sempre uma Via sacra, com Swans e Michael Gira, e, se não nos conduz á luz, conduz pelo menos à libertação e fornece uma carga energética pronta a ser usada em nosso benefício pessoal.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 22 Maio, 2017

RUSCIGAN Viaggio Nel Domani LP

€ 22,50 € 12,50 LP (2015 reissue) Dagored

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

EM BREVE / SOON

Gravado no estúdio de Piero Umiliani em 1972, e com colaboração deste último, “Viaggio Nel Domani” relembra, DE NOVO, a profusão de música inspiradora produzida em Itália nessa década. Guido Baggiani (Ruscigan) estudou com Stockhausen e alguma da loucura do mestre passa para as faixas curtas neste álbum desafiante, sem eira nem beira, qye tenta imaginar o amanhã com um olho curioso bem aberto. O título pode remeter para experiências análogas com futurismo, mas a paleta de sons é tão vasta que encontramos sempre, nestes compositores, muito que podemos apelidar de Único. Bom preço, de 2015 para cá.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 18 Maio, 2017

LIEVEN MARTENS MOANA Idylls LP

€ 27,50 LP Pacific City Sound Visions

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Outrora Dolphins Into The Future, Lieven Martens Moana assina recorrentemente em nome próprio e volta a fazê-lo neste belíssimo “Idylls”, editado na editora do seu amigo Spencer Clark, Pacific City Sound Visions. A música de Lieven é um enigma, um misto de procura dos abismos da natureza com uma linguagem desconhecida, por vezes indecifrável. Há um desejo recorrente de procurar um horizonte onde exista uma ilha inabitada. No fundo, Lieven está sempre à procura do seu disco para uma ilha deserta, mas com o desplante de querer que seja seu. É um desejo insano mas que o tem feito evoluir consideravelmente na sua música. “Idylls” é um complemento perfeito entre os seus vários universos, onde um ideal de música clássica se confronta com sons extraterrestres e convivem na boa. Estranheza com consequência.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 12 Maio, 2017

THE ORB COW / Chill Out, World! CD / LP

€ 12,50 CD Kompakt

€ 20,50 LP Kompakt

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Alex Patterson terá comunicado que “a ideia era simplesmente fazer um álbum ambiental”. Este novo The Orb é, então, isso. E no melhor sentido. Olhando para o percurso que tornou Orb numa referência fundamental na electrónica ambiental, “COW” parece retomar a dedicação à fundação de mundos geralmente afastados das pistas de dança. É um álbum ambicioso, e é óptimo que o seja (saudades daqueles longos minutos exploratórios), entrando em sincronia, neste ano de 2017, com a forte presença de música ambiental no panorama actual. Digamos que Orb, que já se apoiaram em gigantes para imaginar a música que faziam no início, são agora eles próprios uma referência para outros. Em “COW” nunca ouvimos ambiente estéril, todas as faixas são ricas em detalhe, cor, textura, narrativa, têm exotismo e conseguem estabelecer uma zona de confluência entre o que será o mundo natural e o mundo urbano. E é muito nessa ficção que reside a importância do álbum.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 12 Maio, 2017

CARSTEN JOST Perishable Tactics CD / 2LP

€ 12,50 CD Dial

€ 18,50 LP Dial

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

É possível que a sonoridade neste álbum represente com exactidão a personalidade da editora Dial. Afinal, Carsten Jost foi um dos fundadores. Com apenas um punhado de singles desde o álbum “You Don’t Need A Weatherman To Know Which Way The Wind Blows”, em 2001, pode argumentar-se que o que Jost tem para nos comunicar é feito através de outras edições (de outros artistas) na Dial, mas ao chegar a “Perishable Tactics” percebemos como é bem vinda a sua reaparição. Aqui está o estilo muito atmosférico de house que a editora defende, colocando-se quase sempre em zona neutra entre tradição e modernidade (nada muito old-school nem nada muito moderno, na produção), escapando à classificação de minimal, mas mantendo espaço entre as batidas, estendendo um manto ambiental poderoso, expressando maior sentido épico apenas em “Love”, como a própria palavra parece indicar. Nada inventado, mas tudo mexido, aperfeiçoado ou melhorado, cuidado.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 12 Maio, 2017

ANDREW PEKLER Tristes Tropiques LP

€ 18,50 LP Faitiche

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Como o livro de Claude Lévi-Strauss em que talvez se inspire, “Tristes Tropiques” soa a uma reflexão sobre o encontro com outras culturas e sensibilidades, o efeito das viagens na mente humana, a descoberta de outras possibilidades. Para sermos muito simplistas. O disco vagueia, plácido, entre ambientes exóticos, misteriosos e misteriosamente reconfortantes, apesar da estranheza que sempre provocam novos locais. Reconhecemos parte de um léxico de música electrónica mais intuitiva, menos planeada, uma abordagem mais directa, talvez, motivada por uma forte inspiração que conduz as decisões em relação a que sons usar e como os mover no espectro. Tudo isto soa pouco tangível, é certo, mas é verdade que parecemos contaminados pela ideia de que “Tristes Tropiques” é tanto uma exploração do som como uma exploração da nossa relação com o som. Muito estimulante.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Maio, 2017

JAAP VINK Jaap Vink 2LP

€ 26,95 2LP Recollection GRM

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Esta antologia de Jaap Vink celebra não apenas a sua música mas a estrutura mutante do Institute Of Sonology em Utrecht, em que não apenas compositores já formados mas também membros do staff técnico e professores tinham acesso ao estúdio e à realização de gravações. Um dos trunfos no estilo de Vink, de acordo com a editora, é o modo como consegue um efeito “orquestral” com sons gerados 100% electronicamente, sobretudo através da manipulação e gestão de feedbacks. É uma técnica tornada comum, hoje em dia, sobretudo na apresentação ao vivo de música electrónica, e Jaap Vink contribuiu para fixar parte do manual de instruções, nestas composições gravadas entre 1968 e 1985, embora se possa dizer que a intuição assume maior relevância do que a sistematização. A grandiosidade que escutamos, por exemplo, em “Tide 85″, precede e ultrapassa, mesmo, o monumento ambiental que é a obra de Wolfgang Voigt como GAS. O som puramente sintético em toda esta antologia abria novos espaços. Esses espaços condicionam a mente, transformam-na de facto, isso é um legado muitas vezes desvalorizado. Quando se fala em herança musical, descendências, reproduções, citações, evoluções, cópias, normalmente fala-se na estética do som e raramente no modo como altera a nossa cabeça e isso se reflecte daí em diante. Pode ser intenso.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Maio, 2017

JOSHUA ABRAMS / NATURAL INFORMATION SOCIETY Simultonality CD / LP

€ 12,50 CD Tak:Til

€ 17,95 LP Tak:Til

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Nome activo desde que a cena de Chicago começou a explodir, Joshua Abrams foi cofundador dos Town & Country, com Matama Roberts e Chad Taylor tinha o trio Sticks & Stones e colaborou com gente como Fred Anderson, Bonnie ‘Prince’ Billy, Neil Michael Hagerty, Jeff Parker, entre muitos outros. Tem também uma carreira como compositor para bandas-sonoras de filmes, como “Life Itself”, “The Interrupters” e “The Trials of Muhammad Ali”. Ao longo da última década tem trabalhado com uma série de músicos, dando início e continuidade a este projecto, Joshua Abrams & Natural Information Society, aqui composta por Lisa Alvarado, Mikel Avery, Ben Boye, Ari Brown, Emmett Kelly e Frank Rosaly. Continuidade é uma palavra importante, porque é um elemento fundamental para o modo como trabalha a sua música no seu mais recente projecto. Há ainda uma ligação forte com Chicago e um apego forte a ambientes e cenários que se encontram noutros nomes que desafiam fronteiras do jazz, como os Necks. “Simultonality” é forte no modo como tudo evolui por cima de camadas e repetição, em cada tema enfeitiça o ouvinte numa exploração metódica e concreta do som, é jazz, rock e rapidamente – através da repetição, da insistência – torna-se num pano refinado de música ambiente.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Maio, 2017

SUN RA Singles – The Definitive 45s Collection Vol. 2: 1962-1991 3LP

€ 36,50 3LP Strut

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Ao longo de várias décadas e vários lançamentos, Sun Ra editou uma série de 45s, a maioria através da sua Saturn, que oferecem viagens bastante diferentes daquelas que se encontram nos seus álbuns. “Singles – The Definitive 45s Collection 1952-1991” é uma solução para reunir esses temas e, também, um número de canções que são difíceis de encontrar e que estão espalhadas em diversos lançamentos póstumos, e não só, muitos carecem do selo de oficial. Um dos problemas, ainda hoje, é encontrar boas edições de muitos dos seus discos na Saturn, uma grande parte das que estão no mercado não são oficiais e são as réplicas possíveis de um extenso catálogo. Esta compilação organizada pela Strut é um trabalho monstruoso, com 65 canções que oferecem outras galáxias do universo de Sun Ra. Um resultado valioso, para convertidos, não-convertidos e cépticos, se existirem.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

A1 SUN RA & HIS ARKESTRA – SPACE LONELINESS
A2 SUN RA & HIS ARKESTRA – STATE STREET
A3 SUN RA & HIS ARKESTRA – THE BLUE SET
A4 SUN RA & HIS ARKESTRA – BIG CITY BLUES

B1 SUN RA & HIS ARKESTRA featuring PAT PATRICK – A BLUE ONE
B2 SUN RA & HIS ARKESTRA featuring PAT PATRICK – ORBITRATION IN BLUE
B3 SUN RA & HIS ARKESTRA – OUT THERE A MINUTE
B4 LITTLE MACK with SUN RA & HIS ARKESTRA – TELL HER TO COME ON HOME
B5 LITTLE MACK with SUN RA & HIS ARKESTRA – I’M MAKING BELIEVE

C1 SUN RA & HIS OUTER SPACE ARKESTRA – THE BRIDGE
C2 SUN RA & HIS OUTER SPACE ARKESTRA – ROCKET # 9
C3 SUN RA & HIS ASTRO-SOLAR-INFINITY ARKESTRA – BLUES ON PLANET MARS
C4 SUN RA & HIS ASTRO-SOLAR-INFINITY ARKESTRA – SATURN MOON
C5 SUN RA & HIS ASTRO-INTERGALACTIC INFINITY ARKESTRA – JOURNEY TO SATURN
C6 SUN RA & HIS ASTRO-INTERGALACTIC INFINITY ARKESTRA – ENLIGHTENMENT

D1 SUN RA & HIS ASTRO-INTERGALACTIC INFINITY ARKESTRA – I’M GONNA UNMASK THE BATMAN
D2 SUN RA & HIS ASTRO-INTERGALACTIC INFINITY ARKESTRA – THE PERFECT MAN
D3 SUN RA & HIS ARKESTRA – LOVE IN OUTER SPACE
D4 SUN RA & HIS ARKESTRA – MAYAN TEMPLE
D5 SUN RA QUARTET – SKY BLUES

E1 SUN RA QUARTET– DISCO 3000
E2 SUN RA – ROUGH HOUSE BLUES
E3 SUN RA – COSMO-EXTENSIONS
E4 SUN RA & HIS OUTER SPACE ARKESTRA – QUEST
E5 SUN RA & HIS OUTER SPACE ARKESTRA – OUTER SPACE PLATEAU
E6 SUN RA ARKESTRA – SOMETIMES I’M HAPPY

F1 SUN RA ARKESTRA – NUCLEAR WAR
F2 SUN RA ARKESTRA – ON JUPITER / COSMO DRAMA
F3 SUN RA ARKESTRA – COSMO DRAMA
F4 SUN RA – I AM THE INSTRUMENT

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Maio, 2017

V/A Spiritual Jazz 7 – Islam CD / 2LP

€ 11,95 CD Jazzman

€ 21,50 2LP Jazzman

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Focado no Islão, este volume na celebrada série da Jazzman explora o som exótico do Médio oriente e as ligações estabelecidas, culturalmente falando, com músicos ocidentais, sobretudo norte-americanos. Se ouvimos um jazz mais escorreito em “Uhuru” de Creative Arts Ensemble, logo seguimos para “Mevlana” de East New York Ensemble De Music. Depois, algum exotismo mais pictórico em “The Camel” (Idrees & Jamila Sulieman ) e, à medida que o álbum avança, parecemos percorrer maiores distâncias, ajudados por percussão e instrumentos de sopro bem carismáticos. Tudo se congrega perto do final na celebração de “All Praises To Allah” (part 1 & 2), elevando o espírito também pela mensagem.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

CD
1. Maurice McIntyre “Humility In The Light Of Creator” 2. Kahil El’Zabar’s Ritual Trio “Africanos/Latinos” (feat Pharoah Sanders – with Malachi Favors & Ari Brown)” 3. Emmanuel Abdul-Rahim“Kalahari Suite” 4. Creative Arts Ensemble “Uhuru” 5. East New York Ensemble De Music“Mevlana” 6. Idrees Sulieman & Jamila Sulieman “The Camel” 7. Yusef Lateef “Morning” 8. Sabu Martinez & Sahib Shihab“Nus” 9. Abdelrahman ‘Abdo’ Elkhatib “Ah Ya Zen” (feat Solar Plexus) 10. The Lightmen Plus One “All Praises To Allah” (part 1 & 2)” 11. Ahmed Abdul-Malik “Nadusilma” 12. Dawan Muhammad “Taumbu”

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 10 Maio, 2017

V/A Doing It In Lagos 2CD / 3LP + 7″

€ 16,50 2CD Soundway

€ 26,50 3LP + 7″ Soundway

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Perante uma colectânea destas, a reacção é sempre a mesma: queremos tudo. Muitas recolhas foram já feitas com música produzida na Nigéria nas décadas de 1970 e 1980, e no entanto eis um novo disco absolutamente surpreendente. Se o modelo norte-americano continua a parecer prevalecer (disco / boogie), é mais uma vez o toque africano que transforma esta música em tesouro raro. A noção de ritmo e harmonia, até uma certa desconstrução do que de outra forma seria um groove “limpo”, são particulares e – diríamos – infalíveis. Como “Synthesize The Soul”, concentrado em Cabo Verde, “Doing It In Lagos” traz a música de dança para a flor da pele. Isso significa superfície, sim, mas também um contacto íntimo onde ele é mais necessário.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

CD1
1.Hotline – “Fellas Doing It In Lagos” 2.Peter Abdul – “Don’t You Know” 3.Steve Monite – “Only You” 4.Oby Onyioha – “Enjoy Your Life” 5.Kio Amachree – “Ivory” 6.Livy Ekemezie – “Holiday Action” 7.Willy Roy – “Don’t Give Up” 8.Danny Offia & The Friks – “Funk With Me” 9.Rick Asikpo & Afro Fusion – “Too Hot” 10.Terry Mackson – “Distant Lover”

CD2
1.Ofege – “Burning Jungle” 2.Odion Iruoje – “Indentify With Your Root” 3.Mike Umoh – “Shake Your Body” 4.Burnis Moleme – “Where Is The Answer” 5.Sony Enang – “Don’t Stop That Music” 6.Veno – “Groove I Like” 7.Godfrey Odili – “Let’s Do More Music” 8.Toby Foyeh – “Ore Mi” 9.Gboyega Adelaja – “Colourful Environment” 10.Lexy Mella – “On The Air” (Rap mix) 11.Nkono Teles – “Be My Lady” (mix)

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »