Sábado, 27 Outubro, 2018

SEI MIGUEL Livro Das Imagens: 2012-2013-2014-2015 LIVRO

€ 15,00 LIVRO O Homem Do Saco / Marmita De Gigante

paperback, 156 páginas, 17.2 x 22 cm.

“Os desenhos de Sei Miguel são um rumor vago na memória do meio artístico português. Das episódicas ilustrações no JL à aparição fugaz das suas obras informais nas páginas da Colóquio Artes, a obra gráfica de Sei foi, no mínimo, discreta no panorama do final da década de 1970. Talvez pelo carácter pontual da sua visibilidade, talvez pela falta de um contexto apropriado, certo é que, da década de oitenta em diante, o seu trabalho nesta área submergiu para águas profundas e não mais voltou à superfície. Isso não significou, contudo, que o exercício do desenho abandonasse o quotidiano de Sei Miguel que, ao mesmo tempo que estabelecia o seu lugar como uma das referências da música improvisada portuguesa, o alimentou paulatinamente e sobre ele foi vertendo a exigência crítica que lhe conhecemos.

Os desenhos reunidos neste Livro das Imagens vêm, portanto, carregados dos mesmos rigor, contundência e economia expressiva que marcam a sonoridade de Sei Miguel. Na sua singeleza, estes são desenhos “do meio da rua”, como “do meio da rua” é a sua música, não só no sentido em que não se querem nem se deixam nunca abrigar em casa alguma, mas também no sentido em que foram criados para viver e fazer o seu efeito nesse lugar de comunhão e encontro que é o espaço público. Por paradoxal que possa parecer, estes são desenhos pop – tão pop quanto aquele ideal que, nos anos de 1960, imaginou o encontro ecuménico da cultura, o lugar da confluência de géneros e da miscigenação de tendências, onde todos os signos conviveriam, por fim, no terreno comum da sua livre interpotenciação e da democratização dos seus sentidos.

E assim como na utopia pop, nos desenhos de Sei Miguel convivem títulos e grafemas, formas reconhecíveis e outras nem tanto, inscrições típicas da BD e aproximações geométricas, alusões a figuras da cultura de massas e citações da mais criteriosa erudição, referência a eventos transversais da nossa história comum e inclusão de episódios potencialmente autobiográficos – tudo isto sob a luz inclemente de um alto contraste e na corrente de uma linha que não hesita. A sugestão é, contudo, a mais determinante das características deste Livro das Imagens. O que nele se adivinha é tão importante quanto o que nele se mostra, o que faz da tensão entre o dito e não dito, entre a expressão e o seu reverso, o mais poderoso ligamento da sua unidade.”


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation



/ / Etiquetas: , / / Comentar: aqui »