Quarta-feira, 2 Outubro, 2013

JOANA SÁ Elogio Da Desordem CD

€ 12,95 CD Shhpuma

Há uma natural dificuldade em pegar num disco de Joana Sá e discorrer sobre ele. Porque uma obra de Joana Sá é muito maior do que a música que escutamos, porque um CD acaba por ser uma representação, circunscrita no tempo, a uma ideia que tem por hábito ramificar-se em muitos campos artísticos. Basta termos a sorte de vermos um concerto seu – não por mero acaso, hoje há um, no Maria Matos, estreando este “Elogio” – para testemunharmos como se espraiam estas ideias todas – vídeo, luz, instalações, palavras e um piano (semi-)preparado com um rigor demoníaco. “Elogio Da Desordem” até poderia ironizar esta multiplicidade de recursos e outputs, mas refere-se ao olhar muito pessoal sobre os mundos de Joana Sá – a pianista e compositora chama também a esta obra um “monólogo interior” – e do modo como ela os exterioriza. Tal como “Through This Looking Glass”, esta é uma composição ambiciosa, narrativa, que se vai estendendo como um filme, construindo quadros e situações definidas, vergando à sua maneira as linguagens eruditas submetendo-as aos arbítrios da improvisação e da experimentação. Incorpora excertos de textos de Gonçalo M. Tavares e utiliza uma panóplia impressionante de dispositivos de alarme, sirenes, campainhas que nos despertam a atenção e ampliam o universo sonoro do seu piano artilhado. É verdade que ao vivo podemos ter tudo, mas em disco também temos muito: edição ultra-cuidada, artesanal, que impressiona quando se mede com outros discos numa loja. Mas não impressiona para quem sabe como Joana Sá deixa a sua marca no mundo.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »


Comente aqui